(Lançamento) Volvo C40 está R$115 mil mais barato: SUV coupé ganha versão de entrada Plus

A Volvo passa a vender por aqui o seu SUV coupé C40 na configuração Plus P6, mais simples, assim como fez com o XC40. A estratégia deu certo com o SUV convencional, tanto que ele fez crescer sobremaneira as vendas da marca no Brasil, e o esperado é que o mesmo aconteça com o C40. A principal mudança dessa nova versão de entrada está na motorização, mais simples, e nas baterias menores.

Como maior atrativo, o novo C40 Recharge Plus P6 é nada menos que R$115 mil mais em conta que o Recharge Pure P8, que agora assume o posto de versão topo de linha para o coupé. A novidade passa a ser vendida, em condição de pré-venda, por R$315 mil, contra os R$430 mil do P8. Lembrando que esse é um preço especial para a estreia.

Foto: Volvo/divulgação

As diferenças no powertrain elétrico são grandes: ao invés dos dois motores, um em cada eixo, presentes no P8 (que, inclusive, tem tração integral), o P6, mais simples, traz apenas um motor elétrico instalado no eixo traseiro (é raro um SUV elétrico com tração traseira, mas é a aposta da Volvo). Além disso, as baterias de 78 kWh de capacidade nos P8 dão lugar a um conjunto com 69 kWh, capaz de fazer o C40 P6 rodar até 475 km pelo ciclo WLTP europeu. Para efeito de comparação, os P8 mais recentes já tem até 508 km de alcance.

Foto: Volvo/divulgação

O novo conjunto entrega cerca de 240 cv de potência e 33,6 mkgf de torque máximo instantâneo (são mais de 410 cv e 67 mkgf no P8), possibilitando que a nova versão de entrada do C40 acelere de 0 a 100 km/h em pouco menos de 7,5 segundos e atinja, no máximo, os 160 km/h, isso por conta de limitações eletrônicas para preservar o conjunto elétrico.

O conteúdo de série, claro, é menor na nova versão Plus P6 de R$315 mil, mas o SUV continua com a completa multimídia vertical de 9”, painel de instrumentos digital de 12”, interior sustentável 100% sem couro, conjunto óptico em LED, ajustes elétricos para os bancos dianteiros, alavanca de posições tipo joystick, assistentes de condução, sistemas de conexão com smartphone via app e por aí vai. Na estética, apenas as rodas de liga-leve baixam de 20 para 18 polegadas, e o jogo de pneus é trocado por outro de perfil mais alto, isso se comparado ao P8.

Foto: Volvo/divulgação

Outra boa nova é que todas essas modificações de alcance, potência, tração e posição do powertrain elétrico passam a ser adotadas também pelo XC40 Plus P6, fazendo sua autonomia crescer de 420 para 460 km seguindo o ciclo WLTP. O preço do XC40 P6 é bem competitivo: R$299.950. Outro destaque para toda a linha elétrica da marca é a nova cor Azul Nuvem, um tom claro e metálico que lembra o bonito Azul Amazon dos primeiros XC40 que desembarcaram no Brasil lá em 2018.

Além disso, a fabricante sueca também anuncia melhorias para a linha híbrida plug-in, hoje composta pelo XC60 e XC90: a dupla ganha um novo carregador 220v com quase o dobro de capacidade de energia (6,4 kW), diminuindo o tempo de recarga completa das baterias do propulsor elétrico para cerca de 3 horas. Para eles também há a inédita cor Cinza Vapor, fora novas opções de rodas, com desenhos atualizados. Enquanto o XC60 varia entre R$420 mil e R$487 mil, o XC90 parte de R$555 mil e segue até a faixa dos R$610 mil.

Compartilhar:
Com 21 anos, está envolvido com o meio automotivo desde que se conhece por gente através do pai, Douglas Mendonça. Trabalha oficialmente com carros desde os 17 anos, tendo começado em 2019, mas bem antes disso já ajudava o pai com matérias e outros trabalhos envolvendo carros, veículos, motores, mecânica e por aí vai. No Carros&Garagem produz as avaliações, notícias, coberturas de lançamentos, novidades, segredos e outros, além de produzir fotos, manter a estética, cuidar da diagramação e ilustração de todo o conteúdo do site.