(Lançamento) Posicionado entre Fiorino e Ducato, Fiat Scudo estreia por R$187 mil e tem até versão elétrica

A parceria de Fiat, Peugeot e Citroën com veículos profissionais vem há décadas, muito antes da criação do Grupo Stellantis. Agora juntas, as marcas intensificaram ainda mais essa parceria, que já rendeu frutos como a van grande Fiat Ducato/Peugeot Boxer/Citröen Jumper, furgão pequeno Fiat Fiorino/Peugeot Partner Rapid e, agora, o Fiat Scudo, que nada mais é que a “versão italiana” de Peugeot Expert/Citröen Jumpy.

O Scudo já chega com versão elétrica, e é feito sobre a moderna plataforma modular EMP2. No design, a novidade da Fiat é igual ao Citroën Jumpy, que tem linhas frontais mais limpas. O Expert segue a identidade visual mais agressiva da marca do Leão. Lateral, traseira, interior e mecânica completa são iguais nos três modelos, que podem ser guiados por motoristas com habilitação tipo B.

A produção das versões a combustão é finalizada no Uruguai pela Nordex, a mesma empresa que monta a Ford Transit vendida no Brasil, e por aqui são duas versões: Cargo (R$187.490), um furgão fechado exclusivo para transporte de carga, e Multi (R$192.490), que traz janelas e pode ser convertida em van de 8 passageiros pela própria fábrica (configuração chamada de Family Car). Além delas, a Fiat traz ainda o e-Scudo por R$330 mil, 100% elétrico e sempre com carroceria fechada.

Foto: Fiat/divulgação

Nas versões a combustão, o motor é um 1.5 16V turbodiesel, que entrega cerca de 120 cv de potência e 30,6 mkgf de torque. A transmissão manual tem seis marchas, enquanto a tração é dianteira. A Fiat destaca o tanque de 69 litros, que garante alcance médio de 800 km quando cheio, além do sistema Start&Stop de série. Enquanto isso, o elétrico e-Scudo, francês, tem um motor elétrico dianteiro de 136 cv e 26,5 mkgf de torque, além de baterias de íon-lítio de 75 kWh. Nesse caso a autonomia declarada é de 330 km.

O Scudo, seja elétrico ou o turbodiesel, tem compartimento de carga com 6,1 m³, portas laterais deslizantes ou traseiras com abertura de até 180º e 1,94 m de altura, permitindo o transporte e acomodação de objetos grandes. No caso dos turbodiesel, a capacidade de carga declarada é de 1,5 toneladas, que cai para 1 tonelada no e-Scudo.

O modelo, mesmo focado para o uso profissional, é bem equipado desde a versão de entrada: tem controles eletrônicos de estabilidade (ESP) e tração (TC), assistente de partida em rampas (Hill Holder), luzes diurnas em LED, ar-condicionado, computador de bordo, conjunto elétrico (vidros, travas e retrovisores), piloto automático com limitador de velocidade, volante ajustável em altura e profundidade etc. O elétrico ainda traz volante multifuncional, seletor de modos de condução, multimídia completa de 7”, câmera de ré 180º, freio de estacionamento elétrico, sensores de chuva e crepuscular e monitor de pressão dos pneus.

Prestação de serviços exclusiva

Junto do Scudo, a Fiat aproveitou para inaugurar o programa Professional com 200 pontos de venda e manutenção específicos, que terá equipe especializada na sua linha profissional, atendimento exclusivo e fornecimento de peças diferenciado. O objetivo é separar as demandas e serviços prestados aos modelos de veículos de trabalho dos de carros de passeio da marca. Além do Scudo, o Fiorino e Ducato também entram para o programa.

Foto: Fiat/divulgação

Já em pré-venda, o Fiat Scudo tem duas opções de cores: Branco Banchisa e Cinza Artense. Suas vendas ao grande público começam dia 1 de agosto, sempre nos pontos de venda da marca que fazem parte do programa Professional. A garantia padrão é de três anos ou 100 mil km (160 para o e-Scudo), o que ocorrer primeiro. No caso do elétrico, o conjunto de baterias tem cobertura de outros oito anos.

Compartilhar:
Tem 20 anos, cursa Publicidade e Propaganda, é filho do jornalista Douglas Mendonça, e desde que se conhece por gente, convive com carros e está envolvido no mundo automobilístico. Aprendeu a ler nas revistas automotivas, cresceu frequentando oficinas, corridas, encontros e eventos com o pai, e daí veio sua maior paixão: os carros. Lucca se tornou o braço direito do pai após sua perda de visão em 2012, ajudando na produção de matérias, reportagens, avaliações e textos. No Carros & Garagem, é responsável pela cobertura de eventos de lançamento de novos veículos, e produz avaliações, fotos e comparativos de modelos.