Uno Mille 1990: Comercial de lançamento (vídeo)

Em 1990, o Uno já estava no seu sexto ano de mercado (lançamento em 1984), acumulava bons números de venda e tinha uma família de modelos completa: a perua Elba, o sedan Premio e a picape/furgão Fiorino. Naquele ano de 1990 foi anunciada a redução de impostos para carros de até 1000 cm³, criada no governo do presidente Fernando Collor, onde se iniciou a era dos carros populares.

Assim, em outubro do mesmo ano chegava o Uno Mille, primeiro carro nacional com motor 1.0, que desenvolvia parcos 48 cv de potência e 7,4 mkgf de torque. De equipamentos de série, quase nada: itens básicos como retrovisor externo direito, servofreio, lavador do para-brisas e bancos dianteiros reclináveis só poderiam ser comprados opcionalmente.

Com direito a mudanças estéticas, nova mecânica e melhorias gerais, o Uno Mille fez tanto sucesso que durou por longos 23 anos, saindo de linha em 2013 apenas por conta da obrigatoriedade de airbag duplo e freios ABS, itens de segurança que ficaram inviáveis de serem adaptados no seu projeto de quase três décadas.

Compartilhar:
Tem 20 anos, atualmente cursa Publicidade e Propaganda na Universidade Paulista, é filho do jornalista Douglas Mendonça, e desde que se conhece por gente, convive com carros e está envolvido no mundo automobilístico. Aprendeu a ler nas revistas automotivas, cresceu frequentando oficinas, corridas, encontros e eventos com o pai, e daí veio sua maior paixão: os carros. Um gearhead legítimo, Lucca se tornou o braço direito do pai após sua perda de visão em 2012, ajudando na produção de matérias, reportagens, avaliações e textos sobre carros. No Carros & Garagem, é responsável pela cobertura de eventos de lançamento de novos veículos, e produz avaliações, fotos e comparativos de modelos. Os carros estão até nos seus hobbies: Possui um acervo com mais de 300 manuais do proprietário de veículos diversos, incluindo antigos e modernos, além de colecionar revistas, folders, catálogos, e vários outros materiais automotivos.