(Lançamento) Mercedes-Benz Classe E 2024 quer ser o ápice da tecnologia por R$640 mil

A Nova Mercedes Classe E, que ainda é novidade inclusive no exterior, onde chegou há menos de um ano, desembarca no Brasil em plena época de carnaval. O sedanzão, mais do que consagrado no mundo automotivo, está mais próximo do irmão maior Classe S, ainda que lembre bastante o Classe C no estilo e visual. Se comparada a sua antecessora, essa sexta geração do sedan de luxo da marca alemã ostenta a renovada plataforma MRA II, e ganha alguns importantes centímetros na largura e distância entre-eixos de sua carroceria que, aliás, já beira os 4,95 m de comprimento por 1,95 m de largura.

A Classe E 2024 quer, na realidade, estar cada vez mais próxima da Classe S, e, pra isso, avançou bastante quando o assunto é espaço interno (2,93 m de entre-eixos, sem contar o plus na largura), nível de tecnologia embarcada, luxo e requinte. Agora, na motorização, o sedan passa a contar de série com o moderno 2.0 turbo a gasolina, inteiro em alumínio e com injeção direta, aliado a um poderoso sistema híbrido-leve de 48 volts, daqueles que une motor de arranque ao alternador. Chamado de ISG, esse aparato tecnológico, sozinho, pode gerar 23 cv de potência com mais de 20 mkgf de torque, e permite condução com o motor a combustão desligado.

No total, o Mercedes acumula 258 cv de potência e cerca de 41 mkgf de torque, sem contar os extras do ISG. A força, gerenciada por uma transmissão automática de nove marchas, vai para as rodas traseiras, ainda que existam versões com tração integral em outros mercados mundo afora. Quem chega aqui, aliás, é a E300 Exclusive, opção mais recheada da linha 300 do sedan, por nada modestos R$639.900, sob encomenda.

Apesar de não ficar longe das duas toneladas na balança quando está com o motorista a bordo, a Nova Classe E é rápida, podendo acelerar de 0 a 100 km/h em 6,3 segundos. Como alguns de seus atrativos, além das suspensões independentes nas quatro rodas, eixo traseiro multibraço, quatro freios a disco ventilado, é de série nessa versão que chega ao Brasil o sistema de suspensões pneumáticas com adaptação automática de acordo com o piso e peso a bordo (as quatro bolsas de ar trabalham individualmente). A fabricante destaca ainda as rodas traseiras esterçantes em até 4,5º, o que facilita as manobras e balizas mais apertadas.

Os sistemas de entretenimento e conforto a bordo foram outros que evoluíram bastante no mais novo sedan da Mercedes brasileira. A Classe E 2024 traz, por exemplo, uma multimídia exclusiva para o passageiro dianteiro, com 12,3”, complementando a tela central, de outras 14,4”, e o painel de instrumentos digital 3D, que fica a parte, separado do par de telas multimídia. Parte do seu interior luxuoso traz materiais reciclados e reaproveitados, como as espumas dos bancos, em uma missão de aumentar o nível de sustentabilidade a bordo.

Graças a conexões com internet 5G, é possível acessar a internet e baixar diversos apps pelos sistemas de entretenimento, que contam ainda com comandos por voz (“Hey Mercedes”), sistema de “camuflagem” para não distrair o motorista durante a condução, um poderoso sistema de som Burmester 4D com 17 alto-falantes aprimorado pelas tecnologias da Dolby, e até uma câmera fixada no topo do painel, que pode tirar fotos e gravar vídeos dos ocupantes.

A inteligência artificial também vem em peso no sedan: algumas regulagens, como a do tom da iluminação ambiente em LED ou da temperatura do ar-condicionado, podem ser memorizadas pelo carro, e seguidas em determinadas situações (iluminação em azul e cabine resfriada em 22 graus se o dia estiver ensolarado e acima dos 30ºC, por exemplo). Nem é preciso falar das regulagens elétricas dos bancos dianteiros, que contam ainda com resfriamento e aquecimento próprios, e da forração interna inteira em couro claro ou escuro.

Foto: Mercedes-Benz/divulgação

Para a segurança, além de diversos airbags, o Classe E 2024 traz uma série de sistemas eletrônicos para prevenir acidentes, como piloto automático adaptativo, alerta de colisão, frenagem autônoma de emergência, alerta de saída de faixa ativo, assistente de manutenção em faixa, alerta de ponto-cego, sistema de câmeras 360º, sem contar a tecnologia que monitora o condutor o tempo inteiro por câmeras e sensores internos, analisando se ele está atento ao trânsito. Além de alertar em caso de distração ao volante, em casos mais extremos, como em um mal súbito, o carro pode parar sozinho e ligar o pisca-alerta, claro que só em baixas velocidades.

Foto: Mercedes-Benz/divulgação

Na lista de itens de série do E300 Exclusive, estão ainda rodas de liga-leve aro 20, acabamento interno em madeira, navegador GPS 3D, head-up display, carregador de celular sem fio, teto-solar panorâmico, tampa do porta-malas com abertura/fechamento elétricos, e muito mais. A Nova Classe E estreia, ainda, a inédita tecnologia de conexão do carro com app de smartphone da marca, chamada Mercedes me Connect: com ela, o proprietário pode analisar e controlar diversas funções do carro a distância, pelo celular.

Compartilhar:
Com 21 anos, está envolvido com o meio automotivo desde que se conhece por gente através do pai, Douglas Mendonça. Trabalha oficialmente com carros desde os 17 anos, tendo começado em 2019, mas bem antes disso já ajudava o pai com matérias e outros trabalhos envolvendo carros, veículos, motores, mecânica e por aí vai. No Carros&Garagem produz as avaliações, notícias, coberturas de lançamentos, novidades, segredos e outros, além de produzir fotos, manter a estética, cuidar da diagramação e ilustração de todo o conteúdo do site.