(Lançamento) Fiat Argo CVT: automático mais barato do Brasil por R$91 mil

Renasce o Argo automático. Mas não aquele 1.8 de câmbio Aisin com seis marchas: a bola da vez é o conjunto unindo motor 1.3 Firefly com a caixa CVT. Quem esperava esse conjunto na última reestilização do hatch, teve que esperar mais alguns meses, já que, na época, a fabricante dizia que ainda estudava criar um Argo CVT. Mas o mercado pediu, e ele veio em duas versões: Drive de R$90.990 (tornando-se o carro automático mais barato do Brasil hoje), ou a pseudo-aventureira Trekking CVT de R$96.990.

Foto: Fiat/divulgação

Na gama Argo há ainda a versão básica 1.0 (R$78.590), a Drive 1.0 (R$81.990) e Trekking 1.3 (R$89.990), essas acopladas ao câmbio manual de cinco marchas. Os novos Drive CVT e Trekking CVT vem com o 1.3 8v Firefly flex e seus 98/107 cv de potência com 13,2/13,7 mkgf de torque, além da transmissão automática continuamente variável, a CVT, que aqui simula sete velocidades. É um powertrain conhecido: já está na picape Strada, crossover Pulse e sedan Cronos.

Lembrando que o Argo, vendido em mais de dez países da América Latina, tem se saído bem nos números de produção e vendas, comemorando 385 mil unidades emplacadas por aqui. Além disso, foi o terceiro carro mais vendido do mercado nacional no acumulado de 2022. Com as novas opções a tendência é crescer ainda mais.

Foto: Fiat/divulgação

O câmbio CVT aposta no conforto e economia de combustível, comprovada pelos até 13,9 km/l de gasolina declarados pelo INMETRO. No Argo, tanto Drive CVT quanto Trekking CVT, há modo Sport de condução e opção de trocas de marchas manualmente, pela alavanca. Em situações mais favoráveis o hatch consegue acelerar de 0 a 100 km/h em até 11,8 segundos, atingindo os 173 km/h de velocidade máxima. Seu baixo peso, só 1.170 kg, ajuda no bom desempenho para as limitações de motor/câmbio.

Foto: Fiat/divulgação

Opcionalmente na Drive CVT há o pacote S-Design por mais R$4 mil (traz vidros elétricos traseiros, retrovisores elétricos, ar digital automático, faróis de neblina, volante com acabamento premium, rodas de liga aro 15, sensor de estacionamento traseiro, chave presencial, acabamento interno exclusivo e cabine escurecida). Na Trekking CVT há o pacote Top por R$3 mil: contempla o ar digital automático, bancos e volante com revestimento premium e chave presencial.

Demais dados e números do Argo continuam: são 2,53 m de entre-eixos, suspensão traseira por eixo arrastado, freios a disco na dianteira com tambores traseiros, porta-malas de 300 litros e tanque de combustível com 47 litros de capacidade.

Foto: Fiat/divulgação

Já em processo de chegada às concessionárias, a novidade automática tem mais de 45 acessórios de personalização, e cinco opções de cores no catálogo (Branco Banchisa, Preto Vulcano, Vermelho Montecarlo, Cinza Silverstone e Cinza Strato, essa exclusiva da Trekking). Como padrão, há garantia de três anos sem limite de quilometragem.

Compartilhar:
Com 21 anos, está envolvido com o meio automotivo desde que se conhece por gente através do pai, Douglas Mendonça. Trabalha oficialmente com carros desde os 17 anos, tendo começado em 2019, mas bem antes disso já ajudava o pai com matérias e outros trabalhos envolvendo carros, veículos, motores, mecânica e por aí vai. No Carros&Garagem produz as avaliações, notícias, coberturas de lançamentos, novidades, segredos e outros, além de produzir fotos, manter a estética, cuidar da diagramação e ilustração de todo o conteúdo do site.