(Avaliação) Nova Toro Volcano 1.3 Turbo anda como nunca, mas bebe como antes

Já estava na hora da Fiat Toro ganhar melhorias: Ela já está entre nós há mais de 5 anos, e muita coisa mudou de lá pra cá. Nada a reclamar do seu design, que é moderno até hoje (tanto que as mudanças estéticas foram bem discretas nessa atualização), mas o que atrapalhava a vida dessa picape de sucesso da Fiat era a falta de tecnologia embarcada e mais mimos eletrônicos, além de, principalmente, uma mecânica mais moderna.

Teoricamente tudo foi resolvido nessa nova linha 2022, já que ela recebeu muito conteúdo inédito, e como cereja do bolo, o antiquado motor 1.8 E.TorQ ficou restrito a versão de entrada Endurance, dando lugar ao moderníssimo 1.3 GSE turboflex com 180/185 cv e 27,5 mkgf de torque a 1.750 rpm (gasolina/etanol) para o restante da linha.

A plaqueta “Turbo 270” identifica a nova motorização. 270 nm equivale aos 27,5 mkgf de torque desse 1.3 (Foto: Lucca Mendonça)

Falando nisso, foi esse novo motor turbo que fez a Toro renascer…no desempenho. Antes, com o 1.8, ela sofria com a pouca força nas baixas rotações, o que prejudicava e muito a dirigibilidade. O torque máximo só aparecia acima dos 3 mil rpm: era preciso carregar o peso no pedal do acelerador enquanto as reduções de marchas eram constantes (seja com a caixa automática ou com a manual de 5 velocidades, aposentada nessa reestilização). O consumo de combustível, claro, era mais do que prejudicado nessa história.

Com esse 1.3 turbo a Toro tem muito mais fôlego desde as baixas rotações e responde com bastante agilidade ao comando do pé direito do condutor, como é de se esperar de um carro com esse tipo de motor. Em velocidades mais altas ele se mostra muito mais suave e silencioso que o antigo 1.8, além de ter um ronco mais bonito e encorpado nas acelerações. A transmissão automática faz bonito na harmonia do conjunto e trabalha bem na Nova Toro, apesar de algumas confusões com as marchas de vez em quando (“estica” muito sem precisar, ou então sobe uma marcha em momentos que não deveria).

Nos dados oficiais de desempenho, esse novo motor conseguiu reduzir o tempo de 0 a 100 km/h da Toro em cerca de 1 segundo quando comparado com o 1.8 (11,2s ante 12,2s), enquanto a velocidade máxima cresceu mais de 20 km/h, beirando os 200 km/h com etanol. Não é nada tão surpreendente considerando o aumento de potência e torque, mas são números bem interessantes pra uma picape cabine dupla.

Renovada no desempenho, a Nova Toro 2022 trouxe como cereja do bolo o moderno 1.3 GSE turboflex (Foto: Lucca Mendonça)

Até aqui, tudo de bom: Mecânica mais moderna com mais força em baixas rotações, melhores respostas ao comando do acelerador, condução mais agradável, funcionamento mais suave e até um ronco mais bonito. Mas a pior parte vem no consumo de combustível, que é tão alto quanto o do motor 1.8. Difícil achar explicações pra isso, já que esse novo propulsor é menor e mais compacto, além de trazer um caminhão de tecnologias que o E.TorQ nem sonha em ter. É um ponto fora da curva no mundo do “downsizing”.

O computador de bordo e o ponteiro no uso diário não mentem: Em nossos testes, essa Volcano avaliada registrou médias de 6,8 km/litro no percurso urbano e, com um pouco de dificuldade, bateu os 11,0 km/litro no rodoviário (com etanol nos dois casos). Não é muito diferente dos números obtidos com a Toro 1.8 com transmissão manual (leia aqui o teste completo dela) ou com o extinto motor 2.4 flex TigerShark nas mesmas condições de rodagem.

Para complicar ainda mais, essa Nova Toro turboflex perdeu 5 litros na capacidade do tanque quando comparado com o modelo antigo (eram 60, agora são 55), ou seja, a sede é a mesma, mas a garrafa d’água está menor. Ao menos não falta força como antes, então o consumo elevado tem lá uma boa justificativa. Cavalo que anda é cavalo que bebe.

Mesmo assim, essa nova mecânica é um tremendo avanço para a Toro. Ela realmente merecia algo melhor que o antigo 1.8 E.TorQ, ainda mais pela sua proposta de ser uma picape multiuso, que pode servir para o trabalho ou para o lazer. Aliás, esse sempre foi outro ponto forte dela: Com carroceria monobloco e suspensão traseira independente do tipo multilink (concepção de carros pequenos e refinados), ela se comporta mais como um SUV do que como uma caminhonete, com ótima dinâmica em curvas, respostas rápidas aos comandos do motorista e um rodar confortável para os passageiros.

Picape com comportamento de SUV: Graças a construção moderna, esse é o diferencial da Toro (Foto: Lucca Mendonça)

Com exceção do banco traseiro baixo demais, desconfortável para os ocupantes, e também das portas com pouco ângulo de abertura, nada a reclamar da Toro no quesito habitabilidade. Não é nenhuma referência em espaço interno (nem podemos exigir isso de uma picape), mas até quatro adultos e uma criança viajam com conforto no seu interior. Mancada mesmo é a falta de saídas de ar-condicionado para a segunda fileira de bancos, coisa que poderia ter sido corrigida nessa reestilização de meia-vida.

Agora, sobra tecnologia a bordo

Esse era outro ponto fraco da picape da Fiat: na sua estreia em 2016, boa parte das modernidades tecnológicas atuais ainda era restrita aos carros bem mais caros. De uns anos pra cá isso fazia falta nela, não só pelas necessidades do mercado, mas também para justificar seus preços altos.

Recheada de novos conteúdos, o que realmente chama atenção nessa linha 2022 é a multimídia de 10 polegadas disposta na vertical (Foto: Lucca Mendonça)

Nessa versão Volcano avaliada, a mais cara com motor flex, as novidades vão desde o carregador de celular sem fio, painel de instrumentos digital de 7”, conjunto óptico em LED e aviso do uso do cinto de segurança para os ocupantes traseiros. A vistosa multimídia horizontal de 10,1” com internet a bordo, conexões Apple CarPlay/Android Auto sem fio e navegador GPS é opcional, e está inclusa em um pacote junto com os inéditos assistentes de condução (alerta de colisão, frenagem autônoma de emergência, alerta de saída de faixa, detector de fadiga do condutor e farol alto automático).

A tal multimídia é destaque: Grande, chamativa e disposta bem no centro do painel, ela lembra os dispositivos que equipam a linha Volvo, além, é claro, os da Dodge RAM. Sua interface é bem intuitiva, fácil de operar e as conexões sem fio quebram um galho e tanto, mas a sensibilidade do touchscreen deixa a desejar, parecendo até mesmo aqueles primeiros smartphones com tela tátil (era preciso clicar várias vezes para o sistema responder ao toque). Deixando esses probleminhas de lado, é um avanço e tanto para o modelo.

Moderna, grande, eficiente e bonita, esse dispositivo só desaponta pelo touchscreen pouco sensível (Foto: Lucca Mendonça)

Na realidade atual, seu preço nem é tão alto assim

Uma Toro Volcano 1.3 turboflex como a das fotos está tabelada em R$162 mil, e nesse preço já está incluso o único pacote de opcionais disponível para essa versão e a cor prata metálica (chamada de Prata Billet). Uma Volcano básica não passa dos R$154 mil, ou seja, temos mais R$8.000 dos extras. Não são valores que assustam nos tempos atuais, mas também está longe de ser barato.

Uma Volcano flex como a das fotos não sai por menos de R$162 mil (Foto: Lucca Mendonça)

Falar de concorrência é difícil, já que a Toro praticamente reina sozinha no seu segmento (a Renault Oroch, que era sua principal rival, hoje está mais para o nível da Strada cabine dupla). Acima existe Chevrolet S10, Ford Ranger, Nissan Frontier e cia., mas nesses casos a história é outra, seja pelo preço mais alto ou pela proposta diferente.

Independente das pedras no sapato da Nova Toro 1.3 turboflex, ainda não existe nenhuma picape 0km mais interessante que ela na faixa dos R$100 mil a R$155 mil. Ainda…

Ficha técnica:

Concepção de motor: 1.332 cm³, flex, quatro cilindros, 16 válvulas (quatro por cilindro), turbo, injeção direta de combustível, comando de válvulas único no cabeçote, MultiAir, bloco e cabeçote fundidos em alumínio
Transmissão: Automática com conversor de torque e 6 velocidades, com trocas manuais pela alavanca e paddle-shifts atrás do volante
Potência: 180 cv (gas)/185 cv (etanol) a 5.750 rpm
Torque: 27,5 mkgf (gasolina/etanol) a 1.750 rpm
Suspensão dianteira: Independente, McPherson, com barra estabilizadora
Suspensão traseira: Independente, multilink, com molas helicoidais
Direção: Tipo pinhão e cremalheira, com assistência elétrica progressiva
Freios: Discos ventilados na dianteira, tambores na traseira
Pneus e rodas: Pirelli Scorpion, medidas 225/60. Rodas de liga-leve aro 18
Dimensões (comprimento/largura/altura/entre-eixos): 4,94 m/1,84 m/1,74 m/2,99 m
Caçamba: 937 litros/670 kg
Tanque de combustível: 55 litros
Peso em ordem de marcha: 1.705 kg
Aceleração 0 a 100 km/h: 11,2 s/11,0 s (gasolina/etanol)
Velocidade máxima: 195 km/h/197 km/h (gasolina/etanol)
Preço básico: R$153.990

Equipamentos de série:

3º Encosto De Cabeça Traseiro, ASR (Controle De Tração),Abertura Elétrica Do Bocal De Abastecimento, Airbags (7) – Laterais (2) Cortina (2) Frontal (2) Joelho (1), Alarme Antifurto, Alerta Do Cinto De Segurança Do Motorista / Passageiro Da Frente / Traseiro, Alertas De Limite De Velocidade E Manutenção Programada, Alto Falantes Dianteiros (2), Alto Falantes Traseiros (2) E Antena, Alça De Segurança Traseira Com Luz De Leitura Incorporada, Alças De Segurança Coluna A Lado Motorista E Passageiro, Apoia Braço Traseiro, Apoia-Pé Para O Motorista, Apoio De Braço Frontal, Apoios De Cabeça Dianteiros Com Regulagem De Altura, Apoios De Cabeça Traseiros (3) Rebaixados E Com Regulagem De Altura, Ar-Condicionado Digital Dual-Zone, Banco Do Motorista Com Regulagem De Altura, Banco Do Motorista Elétrico, Bancos Em Couro, Barras Longitudinais No Teto, Bolsa Porta-Objetos Nas Portas Dianteiras E Traseiras, Brake-Light, Calotas Integrais, Capota Marítima, Central Multimídia Com Tela De 8,4″ Touchscreen; Apple CarPlay Wireless E Android Auto Wireless; Comandos De Voz Bluetooth,MP3, Rádio AM/FM ,Entrada Aux, Porta USB, Cintos De Segurança Dianteiros Retráteis De 3 Pontos Com Regulagem De Altura, Cintos De Segurança Traseiros (Laterais E Central) Retráteis De 3 Pontos, Cluster De 7″ Full Digital, Cobertura Da Alavanca (Empunhadura) Do Freio De Mão, Comando De Áudio No Volante, Computador De Bordo (Distância, Velocidade Média E Tempo De Percurso), Console Central Com Porta-Objetos E Porta-Copos, Conta-Giros, Câmbio Automático De 6 Velocidades, Câmera De Ré, Desembaçador Do Vidro Traseiro, Direção Elétrica, Dois Tweeters, Drive By Wire (Controle Eletrônico Da Aceleração), ESP (Controle Eletrônico De Estabilidade), ESS – Emergency Stop, Espelho No Para-Sol Lados Motorista E Passageiro, Estepe “Ruotino”, Faróis Full LED, Faróis De Neblina Em LED, Fiat Connect////Me, Follow Me Home, Freios ABS Com EBD, Função Sport, Gancho Universal Para Fixação Cadeira Criança (Isofix), Ganchos Para Amarração De Carga Na Caçamba, Gear Shift Indicator (Indicador De Troca De Marcha), Grade Preta Normal Com Logo Fiat E Fiat Flag, HCSS (Sistema De Partida A Frio Sem Tanque Auxiliar De Gasolina), Hill Holder (Sistema Ativo Freio Com Controle Eletrônico Que Auxilia Nas Arrancadas Do Ve Ículo Em Subida), Hodômetro Digital (Total E Parcial), Iluminação Interna Da Caçamba, Keyless Enter-N’go, Kit High Tech (Sensor De Chuva, Sensor Crepuscular, Retrovisor Interno Eletrocrômico), Kit Aerodinâmico, Kit Ferramenta, LED DRL, LED Ambient Lights, Lanterna Traseira A LED, Limpador E Lavador Do Para-Brisas Com Intermitência, Luz De Leitura, Maçanetas Na Cor Preta, Motor TurboFlex 185 Cv, My Car Fiat (Personaliza Várias Funções Do Carro), Paddle-Shifters, Para-Choque Dianteiro Com Pintura Parcial Na Cor Do Veículo, Para-Choque Frontal Com Over Bumper Integrado, Para-Choque Traseiro Com Soleira Cromada, Para-Sol Iluminado, Piloto Automático Com Controlador De Velocidade, Porta Objeto No Banco Do Passageiro, Porta-Escadas, Porta-Luvas Iluminado Com Porta Amortecedora, Repetidor Lateral, Retrovisor Retrátil E Com Luz De Poça, Retrovisores Externos Com Comando Elétrico E Tilt Down, Retrovisores Externos Na Cor Do Veículo, Revestimento De Caçamba, Revestimento Externo Esportivo Na Coluna Central Das Portas, Roda De Liga Leve 6.5 X 18″ + Pneus 225/60 R18 ON ROAD, Sensor De Estacionamento Frontal, Sensor De Estacionamento Traseiro, Suspensão Traseira Multilink, TC+ (Electronic Locker), Tampa Traseira Dupla Com Abertura Elétrica, Tapetes Em Borracha, Tomada 12V, Travas Elétricas (Travamento, Automático A 20 Km/H, Indicador De Portas Abertas, Luz Inter Na Com Temporizador E Tampa Do Combustível), USB Frontal (Type A/C) + Traseiro (Type A), Vidros Climatizados Verdes, Vidros Elétricos Dianteiros E Traseiros Com One Touch E Antiesmagamento Lado Motorista, Volante EAS – Energy Absorbing System, Volante Com Regulagem De Altura E Profundidade, Volante Em Couro, Válvula Antirrefluxo De Combustível, Wireless Charger (Carregador Do Celular Por Indução), ITPMS (Sensor De Pressão Dos Pneus)

Compartilhar:
Tem 20 anos, atualmente cursa Publicidade e Propaganda na Universidade Paulista, é filho do jornalista Douglas Mendonça, e desde que se conhece por gente, convive com carros e está envolvido no mundo automobilístico. Aprendeu a ler nas revistas automotivas, cresceu frequentando oficinas, corridas, encontros e eventos com o pai, e daí veio sua maior paixão: os carros. Um gearhead legítimo, Lucca se tornou o braço direito do pai após sua perda de visão em 2012, ajudando na produção de matérias, reportagens, avaliações e textos sobre carros. No Carros & Garagem, é responsável pela cobertura de eventos de lançamento de novos veículos, e produz avaliações, fotos e comparativos de modelos. Os carros estão até nos seus hobbies: Possui um acervo com mais de 300 manuais do proprietário de veículos diversos, incluindo antigos e modernos, além de colecionar revistas, folders, catálogos, e vários outros materiais automotivos.