A dupla de clássicos e valiosos Porsche 993

Nesta semana vamos falar de mais um Porsche, talvez nesse momento o mais tradicional de todos os modelos da marca alemã, e sem dúvida um dos mais desejados: o 993. Esse número na verdade identifica uma geração do 911 iniciada em 1993 e finalizada em 1998, juntamente com o motor refrigerado a ar nessa família. E justamente por essa razão ela se tornou cultuadíssima mundo afora. Está certo que hoje os valores estão inflacionados demais, mas uma dessas não é encontrada por menos do que 400 mil Reais. Se vende por isso é uma outra história… mas, enfim, vamos ao carro.

Foto: Acervo pessoal/Alexandre Ule Ramos

A 993 começou sua vida em fins de 1993, no lugar da 964, e trouxe vários melhoramentos, como por exemplo a suspensão traseira multibraço em liga-leve, sendo também a primeira geração dos 911 a ter câmbio manual de 6 velocidades. Havia ainda a opção de câmbio automático Tiptronic, que não começou nela, mas sim na anterior 964. E a tração podia ser 4×2 ou 4×4.

O coração desse carro basicamente era um seis cilindros contrapostos (Boxer) denominado M64, com 3,6 litros e 286 cv. A Porsche necessitava de uma reformulação profunda de sua principal linha de modelos para competir com mais vigor frente à concorrência. E dadas as limitações do Boxer “a ar”, no fim da série 993 surgiu a 996, com motor Boxer refrigerado a água.

O carro que eu tinha era um Carrera 1995 com câmbio Tiptronic S (com mudança também no volante), cupê, mas é bom lembrar que o 993 também foi oferecido como Cabrio e o interessantíssimo 993 Targa, com teto de vidro, muito diferente aliás do Targa original. Sua velocidade máxima era na casa dos excelentes 275 km/h, com a aceleração de 0 a 100 km/h no entorno dos 5,5 segundos, marcas respeitáveis até nos dias de hoje. Não se esqueça que estamos falando de um carro automático com nada menos do que 26 anos.

Foto: Acervo pessoal/Alexandre Ule Ramos

A grande diferença entre os Porsche e os demais esportivos ditos “puros” é a capacidade que esse modelo tem de ser usado até mesmo diariamente e a imensa resistência de sua mecânica. Nos Track Days, eles vão, rodam o dia inteiro na pista e voltam para casa intactos (se o “piloto” não fizer nenhuma besteira, claro), quando muitos esportivos mais sofisticados e carros ficam pelo caminho…

Esse carro hoje, como foi dito, é um dos mais desejados em todo o mundo, razão pela qual os valores subiram muito até mesmo em mercados onde a oferta de esportivos é grande, e os preços deles proporcionalmente menores do que os nossos. Reza a lenda que famosos como Bruce Willis e Barak Obama tem exemplares do Porsche 993 em suas garagens, o que ajuda a aumentar a aura de exclusividade que gira em torno dele. Os mais desejáveis sem dúvida são os equipados com câmbio manual, tanto que recentemente a Porsche voltou a oferecer esse tipo de câmbio no 911, além do PDK, o automatizado da marca, atualmente com 8 marchas.

Foto: Acervo pessoal/Alexandre Ule Ramos

Infelizmente fiquei pouco tempo com ele e, na realidade, tive dois, ambos do mesmo ano e versão. Sem dúvida, deixaram saudades.

Compartilhar:
Alexandre Ule Ramos é jornalista há 32 anos, formado na Cásper Libero, de São Paulo, e também em Publicidade e Propaganda pela Metodista, de São Bernardo do Campo. Durante muitos anos foi responsável pelo setor de usados do Guia Melhor Compra da revista Quatro Rodas, trabalhou na revista Oficina Mecânica e Hot, teve passagens pela revista Carro, Brasil Transportes, Fúria, Superauto, produziu conteúdo para o Webmotors, Auto+, Feira Livre do Automóvel etc. Tem enorme conhecimento no mercado de carros usados, trabalhando há mais de 22 anos com compra, venda e consultoria de veículos. Já adquiriu mais de 1.000 carros durante essas mais de duas décadas, e, até hoje, permanece ativo na sua função.