(Comparativo) Volvo V60 X Audi A4 Avant: exemplares de uma espécie em extinção

Mesmo com a febre dos SUV’s, a categoria de peruas ainda é representada por três modelos aqui no Brasil (que estão mais para sobreviventes). O melhor disso é que duas delas concorrem entre si: igualmente bem equipadas, com motores modernos e tecnologia de sobra, a escolha entre a estilosa Volvo V60 T5 Momentum e a discreta Audi A4 Avant S-Line é tarefa difícil. Elas são, basicamente, as principais opções para quem quer sair do padrão e levar uma SW para casa, mas sem deixar de lado o conforto e bom porta-malas. Já falando de preço, eles certamente não vão ser decisivos na escolha porque são bem próximos: R$213.950 pela V60 e R$219.990 na A4 Avant.

Audi A4 Avant (foto: Lucca Mendonça)
Volvo V60 (foto: Lucca Mendonça)

As duas também são idênticas na concepção de motor (2.0, 4 cilindros, turbo e injeção direta), mas a diferença de potência é relativamente grande: enquanto a V60 rende 254 cv e 35,7 mkgf de torque (que é progressivo desde 1.500 até 4.800rpm), a A4 Avant desenvolve 190 cv e 32,4 mkgf de torque (que também progride de 1.450 até 4.200rpm). Na transmissão, a Volvo usa um automático convencional de 8 marchas (chamado de Geartronic) e a Audi um automatizado de dupla embreagem com 7 marchas (S-Tronic).

O propulsor 2.0 TFSI Audi (foto: Lucca Mendonça)

No final, as duas tem desempenho igualmente interessante: mesmo a Volvo tendo mais potência e torque, a Audi é 230 kg mais leve (1.460 contra gordos 1.729 kg da sua concorrente sueca). Na prática, enquanto a A4 Avant faz de 0 a 100 km/h em 7,5 segundos e chega nos 238 km/h de velocidade máxima, a V60 cumpre as mesmas provas em 6,7 segundos e 240 km/h, respectivamente (dados oficiais das montadoras). Lembrando ainda que as duas possuem seletor de modo de condução, inclusive com modo mais esportivo, o que deixa essas wagons ainda mais ariscas e divertidas de guiar.

2.0 Drive-E da Volvo (foto: Lucca Mendonça)

Elas podem andar bem, mas seus respectivos “quilinhos a mais” fazem o consumo desapontar na cidade, onde o motor é mais exigido pelas oscilações de velocidade: enquanto na estrada a A4 Avant conseguiu médias de 16,0/16,5 km/l e a V60 rodeou os 14,5/15,0 km/l, no circuito urbano esses números despencaram pra 8,5/9,0 km/l na wagon alemã e 7,0/7,5 km/l na perua sueca. E se você for andar muito no trânsito pesado das cidades, se prepare pra sempre ter que dar aquela paradinha pra abastecer, pois outro ponto negativo que é comum nessa dupla é o tanque de combustível pequeno (de aproximadamente 55 litros nas duas).

Andando no dia a dia, a principal diferença fica pela Volvo ter um rodar mais suave, com acerto de suspensão mais voltado para o conforto e maciez, enquanto a A4 Avant se mostra mais rígida, focando mais na dinâmica e estabilidade. Mas nenhuma das duas acaba fugindo de suas propostas de origem, levando mérito quando o assunto é conforto. Na direção e freios, ponto pra Audi, que tem conjuntos mais bem ajustados e eficientes (embora a Volvo também fique bem longe de desapontar).

foto: Lucca Mendonça

Ok, agora convenhamos que conforto sem espaço interno não resolve muita coisa, e é aí que as duas pecam: mesmo tendo bom entre-eixos (de 2,82 m na A4 Avant e 2,87 m na V60), falta um pouco de espaço para os joelhos e pernas dos ocupantes (principalmente na Audi, que obriga o passageiro dianteiro a quase apertar a perna contra o painel caso alguém mais alto sente atrás). Outro problema que é comum nas duas é o túnel central alto, que impede uma acomodação confortável das pernas de quem for no meio do banco traseiro. Pelo menos, para compensar a falta de espaço, as duas possuem saídas de ventilação para a segunda fileira. No porta-malas, a V60 vence com ótimos 529 litros de capacidade, contra 505 da A4 Avant (que já são bastante suficientes).

foto: Lucca Mendonça

Nos equipamentos de série, ambas trazem painel digital; 6 airbags; chave presencial; sensores de chuva e crepuscular; retrovisores externos com rebatimento elétrico e interno eletrocrômico; ar-condicionado digital; faróis de LED; sistema Start&Stop; multimídia com conexões Android Auto/Apple CarPlay, navegador e câmera de ré; entre outros. Enquanto a Audi oferece também porta-malas com abertura/fechamento automático, freio de mão com sistema Auto Hold, terceira zona de ar-condicionado para passageiros traseiros, teto solar panorâmico (opcional na sua concorrente sueca) e paddle-shifts para trocas de marcha no volante, a Volvo compensa com banco do passageiro com ajuste elétrico (além das três posições de memória para o motorista, também indisponível na A4 Avant), alerta de colisão frontal, leitor de placas de velocidade, frenagem automática com assistente de direção, alerta de mudança de faixa, controle de cruzeiro adaptativo (ACC) e assistente de permanência em faixa (esses dois últimos opcionais na Audi).

Cada uma delas tem suas vantagens: V60 anda mais e é mais espaçosa, A4 Avant gasta menos combustível e tem preço básico menor, por aí vai. Escolher entre as duas é tarefa difícil, e os R$6 mil de diferença entre uma e outra não ajudam, mas se você não fizer questão de uma SW, tanto Audi quanto Volvo oferecem modelos de outros segmentos pela mesma faixa de preço. Mas convenhamos, é difícil encontrar nesses tais outros segmentos o charme de uma station.

Compartilhar:
Ainda não há comentários! Seja o primeiro a comentar.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *