VW T-Sport: preços, motorizações e detalhes sobre o novo SUV

A Volkswagen confirmou a produção do seu novo SUV no Brasil no ano que vem. Será um modelo compacto feito sobre o Polo. O novo carro, que deverá ser batizado de T-Sport como o site Motor1 adiantou, deverá chegar ao mercado em março ou abril de 2020. O T-Sport, novo SUV da VW promete uma revolução de design nesse segmento dos utilitários aventureiros urbanos compactos ao mostrar uma carroceria cupê como é mais conhecida: ela leva esse nome pela acentuada inclinação do vidro traseiro, o que transmite mais esportividade e leveza.

Dimensões do novo SUV da VW

Apesar de estruturalmente ser muito semelhante ao Polo, do qual herda a distância entre-eixos de pouco mais de 2,56 m, no comprimento, o novo T-Sport deverá ser ligeiramente mais longo que o hatch (que mede 4,06 m), tendo aproximadamente 4,15 metros, isso por conta dos novos para-choques, visualmente mais robustos pela proposta de aventureiro urbano.

Enquanto a largura será a mesma do Polo (1,75 m sem os retrovisores), a grande diferença do novo SUV da VW mesmo estará por conta da sua altura: enquanto o hatch tem 1,47 m, o T-Sport poderá chegar até 1,55 m, isso graças ao curso e altura maior das suspensões, além das novas rodas aro 16 (pneus com medida 205/60) na versão de entrada e 17 (pneus com medida 205/55) na versão topo de linha.

Os sistemas de freio e direção do T-Sport deverão ser similares aos do Polo TSI: direção com assistência elétrica e freio a disco nas quatro rodas. No porta-malas deverá ter aproximadamente 300 litros de capacidade, bastante similar ao Polo.

Projeções: João Kléber Amaral

No interior, os padrões de design e acabamento do T-Sport deverão seguir a mesma linha do irmão maior T-Cross, com apliques coloridos no centro do painel e acabamentos de porta. Os bancos do SUV do Polo também deverão ser compartilhados com o T-Cross, seguindo a mesma padronagem visual.

Assim como acontece em Polo e Virtus, o T-Sport terá o painel digital Active Info Display como opcional nas suas versões topo de linha.

A nomenclatura de versões que será adotada também já é conhecida: a de entrada apenas chamada de T-Sport 170 TSI, a intermediária Comfortline e a topo de linha Highline. Por uma questão de preço, ele deverá ter os mesmos quatro airbags do Polo e terá controles eletrônicos de tração/estabilidade, assistente de partida em rampas e bloqueio eletrônico do diferencial como equipamentos de série.

Mecânica

Na mecânica, a grande novidade do novo SUV VW ficará para a versão mais barata: ao contrário do que tem dito o restante das publicações especializadas, a VW não oferecerá o motor 1.6 MSI na versão de entrada do T-Sport. Ao invés dele, eles optaram por desenvolver uma versão menos potente do 200 TSI (que desenvolve atualmente 128 cv e 20,4 mkgf de torque), que terá nova turbina e novo intercooler (agora de fabricação nacional) e deixará de utilizar o variador de fase no comando das válvulas de escape. Em contrapartida, o sistema de injeção direta do 200 TSI será mantido.

Com essa nova configuração para o T-Sport, SUV do Polo, o motor 1.0 tricilíndrico turbo passou a gerar 116 cv a 5500 rpm e torque máximo de 17,3 mkgf (170 Nm, daí a origem do nome da versão de entrada) que começa em 1.500 rpm, valores finais praticamente iguais ao propulsor 1.6 MSI atual (117 cv e 16,5 mkgf de torque), mas com a vantagem do torque máximo estar disponível mais cedo devido ao turbo, de possuir injeção direta e apenas 3 cilindros, o que reduz o atrito interno e melhora a performance.

Na versão de entrada, o câmbio será manual de seis marchas. Sem dúvida uma grande vantagem tecnológica para o T-Sport. Já nas versões superiores (Comfortline e Highline), o powertrain do T-Sport será exatamente o mesmo do T-Cross e Polo 200 TSI: motor 1.0 turbo tricilíndrico de 128 cv e 20,4 mkgf de torque, sempre acoplado ao câmbio automático Aisin de seis marchas.

Projeções: João Kléber Amaral

Preços

Falando de preço, o T-Sport, novo SUV do Polo, atenderá ao segmento dos aventureiros urbanos a preços mais atraentes que os do seu irmão T-Cross. Pelas informações que apurei, a versão básica de entrada, com motor 1.0 TSI de 116 cv e câmbio manual de seis marchas custará algo ao redor dos R$ 70 mil, enquanto a versão intermediária T-Sport Comfortline com motor de 128 cv e câmbio automático de seis marchas deverá ser oferecida por algo ao redor dos R$ 80 mil. Já o T-Sport Highline, topo de linha com a mesma mecânica da Comfortline, deverá cercar os R$ 85 mil.

As unidades pré-série do novo SUV da VW deverão começar a ser produzidas em meados de outubro, e os modelos normais de linha terão sua produção iniciada em março para o início das vendas em abril.

(Texto publicado originalmente no site AutoPapo. As projeções são de João Kléber Amaral)

Compartilhar:
Douglas Mendonça
Jornalista na área automobilística há 45 anos, trabalhou na revista Quatro Rodas por 10 anos e na Revista Motor Show por 24 anos, de onde foi diretor de redação de 2007 até 2016. Formado em comunicação na Faculdade Cásper Líbero, estudou três anos de engenharia mecânica na Faculdade de Engenharia Industrial (FEI) e no Instituto de Ensino de Engenharia Paulista (IEEP). Como piloto, venceu a Mil Milhas Brasileiras em 1983 e os Mil Quilômetros de Brasília em 2004, além de ter participado em competições de várias categorias do automobilismo brasileiro. Tem 64 anos, é casado e tem três filhos homens, de 17, 28 e 31 anos.
Ainda não há comentários! Seja o primeiro a comentar.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *