VW Jetta GLI: Esportivo chega por R$145 mil

A Volkswagen apresentou nessa quarta-feira, dia 05, o Jetta GLI, variação esportiva do sedan. A versão GLI já está presente no mercado exterior há 35 anos (Surgiu na segunda geração do Jetta, lançada em 1984), mas só desembarcou aqui na atual sétima geração, e com a mesma motorização do Golf GTi: Motor 2.0 Turbo de 230 cv e 35,7 mkgf de torque máximo, aliado a uma transmissão automatizada de dupla-embreagem DSG com 6 marchas (No exterior, o sedan também possui câmbio DSG, porém com 7 velocidades). Seu sistema de suspensão, diferentemente dos Jetta tradicionais, é independente nas quatro rodas e multilink nas rodas traseiras, o que melhora a dirigibilidade e aderência em curvas ou pisos irregulares. Além disso, as suspensões receberam blocante mecânico no diferencial (No restante da linha Jetta, esse bloqueio é feito eletronicamente). O sistema de freios é emprestado do Golf R, esportivo acima do GTi.

Apesar da semelhança em vários aspectos com o Golf GTi, o Jetta GLI custa cerca de R$7 mil a menos que o hatch. Na estética, o modelo é praticamente idêntico aos carros comercializados na Europa e América do Norte: Parachoques esportivos, friso vermelho na grade dianteira, difusor traseiro, aerofólio fixado na tampa do porta-malas, emblema GLI na lateral, entre outros. Na parte de dentro, linhas e costuras vermelhas estão presentes nos bancos, painel e volante (Mesmo utilizado no Golf GTi). Seu consumo, segundo o Inmetro, é de 9,9 km/l na cidade e 12,5 km/l na estrada (Lembrando que esse motor é movido somente a gasolina).

De série, ele possui 6 airbags, controles eletrônicos de estabilidade e tração, assistente de partida em rampas, Isofix, ar-condicionado digital dual zone, direção elétrica, bancos de couro com aquecimento e ventilação, controle de cruzeiro adaptativo (ACC), faróis full-LED, retrovisor interno eletrocrômico e externos com aquecimento, painel de instrumentos digital Active Info Display, sensor de chuva e crepuscular, seletor de modo de condução, sistema Start&Stop, multimídia de 8″ com GPS, paddle shifts, entre outros. O sistema de som é assinado pela Beats, contando com 6 alto-falantes, subwoofer e 300 watts de potência. Os únicos opcionais são as cores metálicas e o teto solar panorâmico, oferecido por R$5 mil. Importado do México, o sedan custa R$145 mil, só estará disponível nas concessionárias a partir da segunda semana de junho e toma da R-Line o posto de versão mais cara do Jetta no Brasil.

Compartilhar:
Tem 20 anos, atualmente cursa Publicidade e Propaganda na Universidade Paulista, é filho do jornalista Douglas Mendonça, e desde que se conhece por gente, convive com carros e está envolvido no mundo automobilístico. Aprendeu a ler nas revistas automotivas, cresceu frequentando oficinas, corridas, encontros e eventos com o pai, e daí veio sua maior paixão: os carros. Um gearhead legítimo, Lucca se tornou o braço direito do pai após sua perda de visão em 2012, ajudando na produção de matérias, reportagens, avaliações e textos sobre carros. No Carros & Garagem, é responsável pela cobertura de eventos de lançamento de novos veículos, e produz avaliações, fotos e comparativos de modelos. Os carros estão até nos seus hobbies: Possui um acervo com mais de 300 manuais do proprietário de veículos diversos, incluindo antigos e modernos, além de colecionar revistas, folders, catálogos, e vários outros materiais automotivos.