Primeiro carro vendido pela internet no Brasil foi um Ford Fiesta Street! Veja essa curiosa história

Comprar carros 0 km totalmente online é uma coisa que, até hoje, ainda não caiu por definitivo no gosto dos brasileiros. Nada melhor que chegar na boa e velha concessionária; olhar, entrar, apalpar o carro; ver as versões, cores e opcionais ao vivo; sentar para pechinchar o preço; preencher a papelada impressa; ficar na expectativa da data da entrega. Enfim…um processo tradicional que a tecnologia ainda não superou.

Algumas marcas, como a Renault, por exemplo, oferecem uma bela plataforma exclusiva para compra de modelos dentro de seus sites. É possível fazer a reserva por um valor mínimo ou pagar o preço total do carro, decisão que fica a encargo do cliente. Mas você sabia que em 2000, há 22 anos, isso funcionava e já era possível? Pelo menos no site da Ford sim.

Hoje, uma das marcas que investe pesado na venda online de carros 0 km é a Renault (Foto: reprodução/loja.renault.com.br)

Pioneiro

A plataforma, obviamente já aposentada, Ford Direct, estreou exatamente para essa função: vender carros pela internet, que em 2000 ainda caminhava a passos lentos. Foi a primeira do Brasil, e teve até um modelo lançado exclusivamente para venda online: o Fiesta Street, popular basicão de duas portas que depois acabou virando versão comum do catálogo. Ele tinha só motor 1.0 de até 65 cv e três opções de cores (preto, prata e branco), tudo para facilitar o processo de aquisição.

A versão Street do Fiesta nasceu só para ser vendida online (Foto: Ford/divulgação)

Dentre tantas unidades comercializadas, o primeiro dos primeiros foi um Fiestinha Street preto, enxuto nos equipamentos de série e tabelado em menos de R$13.500. O comprador, na época um jovem estudante, foi Jeferson Ribeiro, que precisava de um carro econômico e discreto que o levasse para a faculdade. Ele já estava inteirado no mundo online e confiou no processo de compra de um carro pela internet, realizado no segundo semestre de 2000. Tinha até opção de ver o modelo em imagens 360º!

A entrega do carro, que, de tão inédita, contou até com representantes da marca do Oval Azul, foi feita no final de outubro. A concessionária para tal, escolhida no processo de compra, foi a CAOA Ford da Avenida Ibirapuera, na capital paulista, que permanece na ativa até os dias atuais. Não era para menos tanto rebuliço: aquele tinha sido o primeiro carro comprado por uma ferramenta tão promissora chamada internet, então merecia destaque.

O pioneiro era um Fiestinha preto, que, ainda na fábrica, já foi identificado (Foto: Ford/divulgação)

Até a data de divulgação dessas informações pela própria Ford, logo no comecinho de novembro de 2000, o tal site já tinha tido mais de 7 mil acessos, o que, para a época, era um estouro. Desse número, mais de 75 eram de possíveis compradores do carro, que inclusive já haviam feito o cadastro. Bastante curioso.

O que poucos imaginavam era que, mesmo com a imensidão da internet hoje em dia, o processo para comprar um carro zero km ainda fosse presencial, com, no máximo, uma reserva feita online. Mas, aqui ficam as clássicas perguntas: que fim teria levado esse Fiestinha pioneiro? E o Jeferson, será que realmente curtiu o carro como um meio de transporte pra sua faculdade?

Por onde anda o Fiestinha pioneiro? E o seu primeiro dono Jeferson? (Foto: Ford/divulgação)
Compartilhar:
Tem 20 anos, cursa Publicidade e Propaganda, é filho do jornalista Douglas Mendonça, e desde que se conhece por gente, convive com carros e está envolvido no mundo automobilístico. Aprendeu a ler nas revistas automotivas, cresceu frequentando oficinas, corridas, encontros e eventos com o pai, e daí veio sua maior paixão: os carros. Lucca se tornou o braço direito do pai após sua perda de visão em 2012, ajudando na produção de matérias, reportagens, avaliações e textos. No Carros & Garagem, é responsável pela cobertura de eventos de lançamento de novos veículos, e produz avaliações, fotos e comparativos de modelos.