(Matéria de época) Cadillac Escalade 2007: Um gigante no trânsito

O lançamento na Florida de um dos maiores e mais sofisticados sport utilities do mundo

O novo Cadillac Escalade ESV foi lançado como modelo 2007 porque só estará disponível ao consumidor norte-americano no segundo semestre de 2006. Mas fui à Florida (EUA) avaliar o novo modelo, tido como um dos maiores e mais sofisticados utilitário do mundo que, inicialmente, impressiona por suas dimensões: 5,66 m de comprimento; 2,01 m de largura e 1,92 m a de altura. Um gigante em forma de carro!

Foto: Cadillac/divulgação

Seus concorrentes são outros pesos-pesados: o recém-lançado Mercedes Classe G, o Land Rover Range Rover, o Lexus LX 470, o Infiniti QX56 e seu arqui-inimigo da Ford, o Lincoln Navigator. Todos igualmente monstruosos, fazendo jus à classificação “full-size sport-utility” que recebem na terra do Tio Sam.

Suas rodas de liga-leve partem do aro 18 com pneus 265/65. Opcionalmente, podem ser cromadas aro 22 com pneus 285/45 supersport. Suspensão independente nas quatro rodas, sendo a traseira uma sofisticada construção five-link. Essas suspensões fazem parte da plataforma, que também é novíssima: é uma geração desenvolvida pela GM para SUVs de grande porte.

Seu “motorzinho” é um caso à parte: um V8 pertencente a nova geração de propulsores desenvolvidos pela GM, confeccionado em liga de alumínio, com 6,2 litros, dois comandos de válvulas variáveis simples (um por cabeçote) de controle eletrônico e duas válvulas por cilindro.

Foto: Cadillac/divulgação

Segundo os técnicos, foi projetado para conciliar, da maneira mais estreita possível, duas características conflitantes: alta potência com baixo consumo de combustível. Mesmo “puxando as rédeas” ao máximo, o modelo ainda produz 403 cv (5.700 rpm) e um torque máximo de assustadores 57 kgfm (4.400 rpm). Um assombro de força que faz inveja a muito motor de caminhão na hora de subir ladeira carregado.

Para deixar ainda mais ágil o enorme e pesado Escalade ESV, seu câmbio automático Hydra-Matic 6L80 tem seis marchas. Quase não se sente seu peso, ao redor dos 2.500 kg. Quando se acelera fundo, esse enorme Cadillac parte como se fosse um carrinho pequeno de motor potente.

No interior, o refino de um SUV americano de alto luxo. Avaliamos a versão para seis pessoas, equipado com quatro poltronas forradas em couro e dois assentos mais modestos atrás. O sistema de áudio Bose 5.1 se soma ao DVD com telas de oito polegadas, navegação e rádio por satélite, MP3 e CD Player.

Foto: Cadillac/divulgação

Mas, claro, que o Escalade ESV tem suas falhas. Buscando conforto, os técnicos esqueceram que trabalhavam em um carro com cerca de 2.500 kg, com centro de gravidade alto (e como é alto…) e um motor de mais de 400 cv. Assim, apesar de macio ao rodar, o modelo torna-se instável quando se acelera ao fundo de toda sua potência. Por ser muito alto, o acesso ao seu interior não é dos mais fáceis.

No restante, um carro de status em qualquer lugar do mundo, feito para quem não está preocupado com dinheiro, mas em curtir a vida.

FICHA TÉCNICA
Cadillac Escalade ESV
Motor: V8, 6.2 litros, duas válvulas por cilindro
Transmissão: Câmbio automático, seis marchas, tração 4×4
Dimensões (m): Comp/ Larg / Alt.: 5,66 / 2,01 / 1,92
Peso: 2.645 kg
Porta-malas: entre 480 e 3085 litros, dependendo do posicionamento dos bancos
Combustível: Gasolina
Potência: 403 cv a 5.400 rpm
Torque: 57 kgfm a 4.400 rpm
Vel. máxima: 170 km/h
0 a 100 km/h: 8s5
Consumo km/l: Cidade: 4,0 / Estrada: 7,0
Preço sugerido: ao redor dos US$60 mil (junho/2006)
Compartilhar:
Jornalista na área automobilística há 45 anos, trabalhou na revista Quatro Rodas por 10 anos e na Revista Motor Show por 24 anos, de onde foi diretor de redação de 2007 até 2016. Formado em comunicação na Faculdade Cásper Líbero, estudou três anos de engenharia mecânica na Faculdade de Engenharia Industrial (FEI) e no Instituto de Ensino de Engenharia Paulista (IEEP). Como piloto, venceu a Mil Milhas Brasileiras em 1983 e os Mil Quilômetros de Brasília em 2004, além de ter participado em competições de várias categorias do automobilismo brasileiro. Tem 64 anos, é casado e tem três filhos homens, de 17, 28 e 31 anos.