(Lançamento) Peugeot 208 2023 começa em R$73 mil com novo motor 1.0 e custa menos que Fiat Argo

A Peugeot partiu para o ataque depois da união do grupo Stellantis. Em uma de suas maiores ofensivas na última década de Brasil, a marca francesa do Leão passa a oferecer seu hatch compacto 208 também com motor 1.0 e câmbio manual de 5 marchas. Até então, a versão mais barata do modelo era a Like 1.6 MT5, que custava próximo dos R$80 mil, e agora deverá sair de linha, abrindo espaço para a nova motorização.

Like e Style são as novas versões 1.0 do 208 (Foto: Peugeot/divulgação)

Agora, o 208 1.0, que é movido pelo eficiente motor Firefly de três cilindros, o mesmo do Fiat Argo (mas que também já equipou Mobi e Uno), e também transmissão manual de 5 marchas, chegará bem mais barato: R$72.990 na versão Like. Acima dela, a inédita configuração Style também trará esse novo propulsor por R$79.990, e, com ela, o hatch da Peugeot promete ser o 1.0 de aspiração natural mais completo do Brasil. Esse título, até então, coincidentemente era do Argo S-Design 1.0.

 

O Peugeot 208 Firefly produz os mesmos 71/75 cv de potência e 10,4/10,7 mkgf de torque (gasolina/etanol) dos modelos Fiat. O câmbio manual utilizado será o mesmo do 1.6 atual, mas com outro escalonamento, certamente mais curto, para aproveitar melhor a força do conjunto.

Apesar do motor 1.0, o câmbio do Novo 208 será o mesmo com outro escalonamento (Foto: Lucca Mendonça)

Além disso, outras boas novidades virão para toda a linha, como a nova multimídia de 10,3”, compartilhada com o SUV médio 3008, enquanto as luzes diurnas de LED em formato de dente de sabre passarão a ser de série desde a versão Like 1.0. O atual Like 1.6, por exemplo, não contava com esse item. Já os faróis full-LED, de alta tecnologia e potência, serão padrões a partir da Style 1.0, uma inovação e tanto no segmento dos hatches compactos.

A estratégia da Peugeot com o Novo 208, como já adiantado pelo Carros&Garagem, é torná-lo um modelo bem mais vendável. O crescimento dos seus emplacamentos de 2021 para cá já mostram os efeitos das mudanças, mas os números deverão crescer ainda mais com a motorização 1.0 Firefly e preço inicial menor. Ele, por exemplo, custará menos que um Argo 1.0, que hoje parte de mais de R$73,5 mil e oferece apenas o essencial em equipamentos.

A tendência é fazer com que o carro venda cada vez mais, especiamente nessa nova linha de acesso com motor 1.0 (Foto: Peugeot/divulgação)

Como ressaltado pela marca, o Novo 208 1.0 chega para ser “um produto hipercompetitivo, que se apresenta como a mais completa solução dentro do seu segmento”, fazendo dele um modelo bastante interessante dentro da sua faixa de preço.

Além das novidades com motor Firefly, o 208 renovado provavelmente será comercializado também nas versões Active 1.6 AT6, Allure 1.6 AT6 e Griffe 1.6 AT6. Todas essas utilizam o consagrado motor 1.6 16V EC5, de até 120 cv de potência e cerca de 16 mkgf de torque máximo, e oferecem sempre transmissão automática de 6 marchas fornecida pela Aisin.

O 1.0 Firefly não tira de linha as versões 1.6 (Foto: Peugeot/divulgação)

Itens de série e fotos do 208 1.0:

Foto: Peugeot/divulgação

Sobre o Peugeot 208

Lançado no Brasil em meados de 2020, o Novo 208 é feito sobre a plataforma modular CMP, a mesma de modelos maiores como 3008 e 5008, e apostava na tecnologia e refinamento. Na época da estreia, era o único do segmento que oferecia itens como acabamento interno em camurça, leitor de placas de sinalização, alerta de saída de faixa ativo, faróis full-LED com função de facho alto automático, painel de instrumentos digital 3D e muito mais.

Lançado em 2020 e apostando na tecnologia, o 208 passou a ser feito na plataforma CMP (Foto: Peugeot/divulgação)

Apesar de bastante completo, bonito e refinado, ele pecava no espaço interno um tanto comedido, principalmente atrás, o que limitava sua cabine a acomodar no máximo quatro ocupantes não muito grandes. O porta-malas seguia o mesmo caminho, ficando atrás daquilo oferecido pela concorrência. Esses são problemas que o acompanham até hoje, afinal ainda segue na mesma geração de antes.

Ainda assim, ele traz até hoje como trunfo o painel i-Cockpit, com pequeno volante oval, instrumentação elevada e posição baixa de dirigir, o que proporciona uma ótima experiência ao motorista acostumado com outros hatches compactos do mercado. Conforto e segurança também sempre foram pontos altos do pequeno Peugeot.

O i-Cockpit atrai, e está nas novas versões Like e Style 1.0 (Foto: Peugeot/divulgação)

 

Compartilhar:
Tem 20 anos, cursa Publicidade e Propaganda, é filho do jornalista Douglas Mendonça, e desde que se conhece por gente, convive com carros e está envolvido no mundo automobilístico. Aprendeu a ler nas revistas automotivas, cresceu frequentando oficinas, corridas, encontros e eventos com o pai, e daí veio sua maior paixão: os carros. Lucca se tornou o braço direito do pai após sua perda de visão em 2012, ajudando na produção de matérias, reportagens, avaliações e textos. No Carros & Garagem, é responsável pela cobertura de eventos de lançamento de novos veículos, e produz avaliações, fotos e comparativos de modelos.