(Lançamento) Novo Renault Captur passa por reestilização e estreia motor 1.3 turbo. Preços começam em R$124,5 mil

O Captur passa por sua primeira grande mudança no mercado nacional. O SUV compacto da Renault chega à linha 2022 estreando um novo visual, melhorias de acabamento, novos conteúdos e, como cereja do bolo, uma mecânica totalmente inédita. Saem de cena o motor 1.6 16V SCe e a transmissão automática CVT simulando 6 velocidades, que dão lugar ao tão esperado 1.3 TCe flex, dotado de turbo e injeção direta de combustível, e uma nova caixa de marchas automática, também CVT, só que com 8 velocidades simuladas.

Foto: Divulgação/Renault

As novidades no visual estão principalmente na frente (novo parachoque, grade e faróis), e lateral (que herdou as rodas aro 17 do Novo Duster). A traseira ficou praticamente inalterada, sem nmodificações. Por dentro, também temos o mesmo desenho de painel, laterais de portas e bancos, mas, aparentemente, um dos principais problemas do modelo foi resolvido: o acabamento de baixa qualidade. Agora, as partes emborrachadas estão também na parte superior do painel (que pode ser pintado em duas cores, acompanhando a carroceria), e ganharam mais espaço nas portas. Destaque também para o volante, vindo da dupla Sandero/Logan, ajustes de altura e profundidade da coluna de direção, e vários detalhes em cromado espalhados pela cabine, tudo para refinar sua parte interna.

Agora são só três versões, Zen, Intense e Iconic, e todas usam o mesmo conjunto motor/câmbio. O novo propulsor 1.3 turbo TCe (Turbo Control efficiency), feito pela aliança Renault-Nissan-Mitsubishi em parceria com a Mercedes-Benz, é repleto de recursos tecnológicos, como injeção direta, duplo comando de válvulas variável, bloco e cabeçote fundidos em liga-leve, entre outros. É exatamente o mesmo motor de alguns Mercedes atuais, como o SUV GLB200, só que nos Renault ele traz a tecnologia flex, podendo ser abastecido tanto com gasolina quanto com etanol. Nos dois combustíveis, ele entrega excelentes 170 cv e 27,5 mkgf de torque a baixos 1.600 rpm, ou seja, nada menos que 131 cv/litro.

O novo e moderníssimo 1.3 TCe (Foto: Divulgação/Renault)

A transmissão automática ainda é do tipo continuamente variável (CVT), inclusive mantendo a denominação XTronic, só que passou de 6 para 8 marchas simuladas, e uma boa recalibração para trabalhar em conjunto com o motor 1.3 turbo. Além de se tornar o SUV compacto com maior torque do mercado até o momento, o Novo Captur 2022 é também um dos mais rápidos: segundo a fabricante, ele completa a prova de 0 a 100 km/h em 9,2 segundos, e é limitado eletronicamente em 190 km/h de velocidade máxima (com etanol). Comparando esses resultados com os do motor 1.6, o  carro praticamente renasceu com esse novo 1.3 turbo.

As novidades na lista de equipamentos também foram boas. Agora ele passa a trazer a mesma multimídia de 8” do Duster, muito mais moderna e intuitiva que a antiga MediaNav (que ainda equipa os Sandero, Logan e Kwid), partida remota do motor, sensores de ponto-cego, quatro câmeras (frontal, traseira e laterais), monitoramento da pressão dos pneus (TPMS), e até mesmo um conjunto de faróis em LED. Uma pena não terem investido mais na segurança: ele continua só com 4 airbags (dois frontais e dois laterais), controles eletrônicos de estabilidade (ESP) e tração (ASR), e assistente de partida em rampas (Hill Holder), mas nada de airbags de cortina ou um alerta de colisão com frenagem autônoma, por exemplo.

Foto: Divulgação/Renault

O carro já está disponível na rede de concessionárias Renault. Confira abaixo as três versões, seus preços e equipamentos de série.

Zen – R$124.490

Multimídia Easylink 8” com espelhamento de smartphones Android Auto e Apple Carplay, volante com comandos integrados e ajustes de profundidade e altura, 4 airbags (dois dianteiros e dois laterais), câmera e sensores de estacionamento traseiros, controle de estabilidade (ESP), controle de tração (ASR), assistente de partida em rampa (HSA), luzes de circulação diurna (DRL) em LED, sensor de pressão dos pneus, chave-cartão, sistema Start&Stop, piloto automático (regulador e limitador de velocidade), rodas de 17 polegadas, entre outros. O único opcional é a pintura da carroceria em dois tons.

Intense – R$129.490

Itens da Zen + Ar-condicionado automático, luzes de neblina em LED com função “cornering”, sensor crepuscular, sensor de chuva, duas saídas USB para o banco traseiro, função “Follow me home” nos faróis, entre outros. Nos opcionais, temos novamente a pintura da carroceria em dois tons e os bancos de couro sintético.

Iconic – R$138.490

Itens da Intense + Faróis com tecnologia full-LED, sensor de ponto cego, sistema de câmeras Multiview, sistema de partida remota do motor, revestimento interno premium, entre outros. Opcionalmente, está a pintura da carroceria em dois tons e um sistema de som assinado pela Bose.

Compartilhar:
Tem 20 anos, atualmente cursa Publicidade e Propaganda na Universidade Paulista, é filho do jornalista Douglas Mendonça, e desde que se conhece por gente, convive com carros e está envolvido no mundo automobilístico. Aprendeu a ler nas revistas automotivas, cresceu frequentando oficinas, corridas, encontros e eventos com o pai, e daí veio sua maior paixão: os carros. Um gearhead legítimo, Lucca se tornou o braço direito do pai após sua perda de visão em 2012, ajudando na produção de matérias, reportagens, avaliações e textos sobre carros. No Carros & Garagem, é responsável pela cobertura de eventos de lançamento de novos veículos, e produz avaliações, fotos e comparativos de modelos. Os carros estão até nos seus hobbies: Possui um acervo com mais de 300 manuais do proprietário de veículos diversos, incluindo antigos e modernos, além de colecionar revistas, folders, catálogos, e vários outros materiais automotivos.