(Lançamento) Honda apresenta Accord e:HEV: híbrido chegará ao Brasil em junho

A Honda apresentou hoje uma novidade para sua linha no Brasil: o Accord e:HEV, versão híbrida que desembarca por aqui em junho, sendo o primeiro veículo com esse tipo de motorização da marca no mercado nacional. Essa nova configuração deve substituir o Accord atual, oferecido somente na versão topo de linha Touring com motor 2.0 Turbo.

O e:HEV é equipado com dois motores elétricos que rendem 184 cv e cerca de 32 mkgf de torque, e um 2.0 do ciclo Atkinson com aspiração natural, que rende 145 cv e 17,8 mkgf de torque. Sua tecnologia de funcionamento é inédita no mercado brasileiro: o par de motores elétricos, acoplados a uma transmissão chamada de E-CVT, não trabalham em conjunto com o 2.0 convencional, diferentemente do convencional.

Na realidade, esse Accord está mais para elétrico do que para híbrido, afinal, na maioria do tempo, o que o movimenta é a propulsão elétrica. A única bateria, instalada sob o banco traseiro, é recarregada com a energia gerada pelo motor 2.0 convencional, e um dos dois motores elétricos, inclusive, também produz carga para abastecer o sistema.

O funcionamento do trem-de-força do Accord e:HEV em cada situação (Foto: Divulgação/Honda)

Mas, então o 2.0 do ciclo Atkinson serve só para gerar energia para os propulsores elétricos? Não, afinal é totalmente ativado em velocidades acima dos 110 km/h, transformando o Accord e:HEV em um híbrido mais comum (motor a combustão convencional que movimenta o carro e, enquanto isso, recarrega os motores elétricos). O curioso é que o propulsor a combustão não funciona com nenhuma transmissão: ele é ligado apenas a um diferencial com relação extremamente longa.

São três modos de condução: Eco, Normal e Sport, que modificam não só o desempenho do carro, mas também o nível de regeneração de energia (freio-motor mais ou menos intenso). Segundo o Inmetro, esse Accord híbrido consegue fazer médias de até 17,6 km/l na cidade e 17,1 km/l na estrada.

O visual também passa por mudança: além do novo tipo de propulsão, o Novo Accord recebe atualizações no design com os parachoques dianteiro e traseiro renovados, assim como a grade dianteira e as rodas diamantadas aro 17. O sistema Sensing, que contempla vários assistentes de direção, também passou por melhorias e recalibrações, ficando mais eficiente.

Preços e conteúdos ainda não foram divulgados pela fabricante, mas a certeza é que o modelo chegará às concessionárias a partir de junho. A lista de equipamentos de série deve ser semelhante à do Accord Touring 2.0 Turbo atual, que custa cerca de R$255 mil.

Compartilhar: