(Lançamento) Compass híbrido 4xe chega por R$350 mil e amplia gama da Jeep

Primeiro Jeep híbrido vendido no Brasil, o Compass 4xe chega importado da Itália e com powertrain pra lá de interessante. Baseado na versão topo de linha S, da qual ele compartilha o visual, rodas e principais equipamentos, o inédito SUV médio com propulsão mista chega mais caro que seu irmão maior Commander, custando R$349.990 em todo o território nacional ou pouco mais de R$360.500 para o estado de São Paulo. Seu principal rival é o Toyota Corolla Cross Hybrid.

Foto: Jeep/divulgação

Dono de um consumo digno de motocicletas, podendo fazer até 25 km/l, o Compass 4xe (que tem pronúncia “four by e”) também garante vigor nas acelerações, comprovado pelo 0 a 100 km/h abaixo de 7 segundos e velocidade máxima de 206 km/h. Segundo a fabricante, ele consegue rodar até 44 km apenas no modo elétrico, e, misturando propulsão a combustão com elétrica, ele supera os 925 km de autonomia, além de conseguir completar uma carga da bateria em cerca de 100 minutos nas estações de recarga.

Foto: Jeep/divulgação

Sob seu capô está o mesmíssimo 1.3 turbo que move outras várias versões do Compass, mas, nesse caso, pode ser abastecido somente com gasolina. Por isso, desenvolve 180 cv de potência e 27,5 mkgf de torque, um pouco menos que a variante flex.

Foto: Jeep/divulgação

O conjunto mecânico do novo 4xe é composto ainda por freios a disco nas quatro rodas, suspensões independentes nas quatro rodas, tração integral com reduzida (as rodas dianteiras são movidas pelo 1.3 turbo e as traseiras pelo motor elétrico) e a tradicional transmissão automática Aisin AT6, com seis velocidades.

Na eletrônica, se destaca o controle eletrônico de descidas (Hill Descent Control), o seletor de tipos de terreno já encontrado nos Compass diesel e três modos de condução: Eletric, para rodar apenas com propulsão elétrica; e-Save, que mescla combustão e eletricidade de forma econômica; e Sport, que une os dois motores em prol de um desempenho mais esportivo.

Foto: Jeep/divulgação

O propulsor elétrico, instalado no eixo traseiro, gera 60 cv de potência e 25,5 mkgf de torque, e pode ser abastecido de três formas: pelo motor a combustão, por regeneração de energia em frenagens e desacelerações, ou então via tomadas residenciais ou postos de recarga através de um cabo com entrada Tipo 2. Opcionalmente, os compradores do Compass 4xe podem ainda adquirir um carregador residencial de alta tensão, o Wallbox, nas concessionárias da marca.

Seus acumuladores de energia, com tensão de 400 Volts e 11,4 kWh de capacidade, possuem sistema de refrigeração independente e estão “embalados” em um compartimento metálico que possibilita imersão na água ou grande contato com poeira, por exemplo.

Foto: Jeep/divulgação

Grande oferta de equipamentos

Por ser baseada na versão mais cara do Jeep Compass, a novidade híbrida traz bastante conteúdo e tecnologia de série, e se gaba por não oferecer itens opcionais, mas sim tudo de série. Nem mesmo as cores especiais são cobradas.

Foto: Jeep/divulgação

Dentre os principais equipamentos, teto-solar panorâmico, faróis full-LED com comutação automática, Park Assist, amplo pacote de assistentes de condução (ADAS), piloto automático adaptativo (ACC), 7 airbags (dois frontais, dois laterais, dois de cortina e um para joelhos do motorista), câmera 360º, sistema de som Alpine com 9 alto-falantes e 506 Watts de potência, multimídia de 10” com conexões sem fio, internet 4G a bordo, possibilidade de comandos do veículo através de smartphone e rodas de liga-leve aro 19.

Foto: Jeep/divulgação

Dimensões e capacidades não mudam

Vale lembrar que o Compass híbrido 4xe não tem diferença alguma nas suas dimensões de carroceria e capacidade de porta-malas. Ele continua com os mesmos 4,40 m de comprimento, 1,82 m de largura, 1,64 m de altura, 2,63 m de entre-eixos e 420 litros de capacidade do porta-malas.

Foto: Jeep/divulgação

As grandes diferenças estão, claro, no seu peso maior, de mais de 1.900 kg; na grande capacidade de reboque de até 600 kg (as demais versões puxam 400 kg); e no tanque de combustível reduzido quase que pela metade, baixando de 60 para cerca de 36,5 litros. Ainda assim, o Compass híbrido garante maior autonomia que os modelos flex e diesel.

Foto: Jeep/divulgação

Como dito antes, o Novo Compass 4xe não traz itens opcionais nem cobra adicional pelas cores especiais. Sua carroceria pode ser pintada em quatro tons: Prata Glacier, Branco Alpine, Azul Shade e Preto. Ao todo, 40 concessionárias Jeep espalhadas pelo Brasil já estão comercializando o lançamento, e todas elas foram especialmente preparadas para lidar com carros de propulsão híbrida. O modelo conta ainda com garantia de 3 anos para o veículo ou 5 anos para as baterias de tração.

Compartilhar:
Tem 20 anos, cursa Publicidade e Propaganda, é filho do jornalista Douglas Mendonça, e desde que se conhece por gente, convive com carros e está envolvido no mundo automobilístico. Aprendeu a ler nas revistas automotivas, cresceu frequentando oficinas, corridas, encontros e eventos com o pai, e daí veio sua maior paixão: os carros. Lucca se tornou o braço direito do pai após sua perda de visão em 2012, ajudando na produção de matérias, reportagens, avaliações e textos. No Carros & Garagem, é responsável pela cobertura de eventos de lançamento de novos veículos, e produz avaliações, fotos e comparativos de modelos.