(Lançamento) BYD Song Plus 2025 tem até 1.200 km de autonomia e mais equipamentos

Único híbrido da BYD do Brasil, o SUV médio Song Plus DM-i passou por melhorias na sua linha 2025. Embora no exterior já exista um novo visual para o modelo, mais próximo daquilo que é encontrado no sedan médio Seal, e até uma variante totalmente elétrica, por aqui segue a mesma estética de quando estreou, há pouco mais de um ano e meio. Ao menos, está dando certo: hoje, ele é o carro híbrido mais vendido do Brasil, e entre janeiro e março emplacou mais de 5 mil unidades, de acordo com a ABVE. 

Como grande novidade, além do preço R$10 mil mais caro (R$239.800 no total), o utilitário híbrido estreia um conjunto de baterias de capacidade muito maior: 15,6 kWh, quase o dobro da anterior, que tinha 8,8 kWh. Isso se traduz em um alcance elétrico, aquele em que o carro roda sem ligar o motor a combustão e, por consequência, sem queimar gasolina, mais que duas vezes maior: de 50, passou para 105 km, pelo ciclo NEDC. No total, mesclando os dois combustíveis, eletricidade e gasolina, o Song Plus pode rodar até 1.200 km sem precisar reabastecer, segundo a BYD.  

Foto: BYD/divulgação

O motor a combustão, um 1.5 16v de aspiração natural com 110 cv de potência, aliado a um elétrico de outros 179 cv, seguem inalterados, assim como a transmissão automática. Também não passaram por mudanças outras partes mecânicas, como direção, freios ou suspensões, vale falar.  

Por outro lado, sua lista de itens de série está mais recheada, incorporando tecnologias mais recentes dentro do mundo da fabricante chinesa. A multimídia rotativa cresceu de 12,8” para 15,6” (mesmo tamanho de outros modelos da marca), o destravamento das portas agora permite tecnologia NFC (inclusive compatível com smartphones), e o retrovisor interno passa a ser fotocrômico, atendendo à pedidos do consumidor brasileiro.  

Além disso, aproveitando a estreia do SUV 2025, toda a linha BYD vendida no mercado nacional ganha uma nova garantia de fábrica: no caso do Song Plus, a cobertura do carro agora é de seis anos sem limite de quilometragem (antes eram 5 anos ou 500 mil km), enquanto as baterias passam a ser garantidas por até oito anos, também independente da quilometragem. O motor elétrico tem os mesmos oito anos de garantia, porém com limite de 200 mil km. Os carros de passeio 100% elétricos seguem os mesmos parâmetros. 

Compartilhar:
Com 22 anos, está envolvido com o meio automotivo desde que se conhece por gente através do pai, Douglas Mendonça. Trabalha oficialmente com carros desde os 17 anos, tendo começado em 2019, mas bem antes disso já ajudava o pai com matérias e outros trabalhos envolvendo carros, veículos, motores, mecânica e por aí vai. No Carros&Garagem produz as avaliações, notícias, coberturas de lançamentos, novidades, segredos e outros, além de produzir fotos, manter a estética, cuidar da diagramação e ilustração de todo o conteúdo do site.