(Comparativo) Chevrolet Tracker Premier 1.0 turbo ou 1.2 turbo: Preço ou desempenho?

Olhe por fora, os dois são idênticos. Nenhum emblema específico, acabamento diferente ou detalhe exclusivo, apenas um equipamento de série diferencia o Chevrolet Tracker Premier 1.0 turbo do 1.2 turbo: O teto-solar panorâmico, que é indisponível no primeiro e de série no segundo. No restante, absolutamente iguais no design, espaço interno, conforto, tecnologia embarcada, segurança e concepção básica da mecânica.

Hoje, a Chevrolet trabalha com cerca de R$10 mil de diferença entre esses dois carros. Um Tracker Premier 1.0 turbo sai por R$139.270 e um Premier 1.2 turbo está tabelado em R$148.960, isso sem incluir a pintura metálica, único opcional disponível. Curiosa a possibilidade do consumidor escolher os carros com ou sem sistema Start&Stop pelo mesmo preço final, como uma espécie de opcional grátis. Mas qual é a melhor compra? Veremos…

Mecânica, o principal

As semelhanças estão até debaixo do capô, já que seus motores, por fora, são visualmente iguais e pertencem à mesma família, a CSS Prime, de concepção que mescla tecnologia chinesa, europeia e brasileira. O que muda não é facilmente visível aos olhos do grande público: Bielas, pistões, cilindros, alguns detalhes no cabeçote e, claro, programações eletrônicas de injeção, ignição e ECU (Unidade Eletrônica de Controle do motor).

Ambos têm três cilindros com quatro válvulas em cada um, duplo comando variável, injeção indireta de combustível, uso de correia dentada banhada em óleo (garantindo maior durabilidade e menos risco de rompimento do componente) e bloco/cabeçote inteiramente fundidos em liga-leve. Nos dois casos a transmissão é automática de 6 velocidades, que tem concepção da própria GM e é conhecida como GF6. Veja abaixo os números de potência e torque dos dois motores, incluindo as rotações dos seus respectivos picos de força.

Tracker Premier 1.0T Tracker Premier 1.2T
Potência máxima (G/E)  116 cv a 5.500 rpm 132/133 cv a 5.500 rpm
Torque máximo (G/E) 16,3/16,8 mkgf a 2.000 rpm 19,4/21,4 mkgf a 2.000 rpm

Desempenho

Pelo baixo peso total, o Tracker se dá muito bem com motores pequenos. Os 116 cv e pouco menos de 17 mkgf de torque do 1.0 turbo são mais do que suficientes pra garantir um desempenho agradável ao SUV da GM. Toda a força vem em baixas rotações e o câmbio é bem espertinho: Sempre sabe a melhor marcha para o momento, não demora nas reduções quando é preciso e nem estica as marchas sem necessidade.

Único momento que os cavalinhos e quilos de torque a mais do 1.2 turbo fazem falta é com o carro carregado, em especial em subidas ou ultrapassagens. Nada muito sério, só ter um pouquinho a mais de paciência. Já no motor maior não tem segredo: Potência e torque na medida certa, especialmente quando o carro está abastecido com etanol, entregando por completo os 21,4 mkgf de torque.

Os 2 mkgf ganhados com o combustível de cana fazem bastante diferença, e aí o Tracker 1.2 turbo mostra todo o seu potencial. Para os padrões atuais, uma diferença tão grande dos números com os dois combustíveis é algo que, no mínimo, chama a atenção. Na tabela a seguir estão os números de desempenho do 1.0 turbo e 1.2 turbo, compatíveis com as diferenças de potência e torque dos dois propulsores.

Tracker Premier 1.0T Tracker Premier 1.2T
0 a 100 km/h (G/E) 11,2/11,0 segundos 10,0/9,4 segundos
Velocidade máxima

(G/E)

175 km/h

(aprox.)

185 km/h (aprox.)

Consumo

Aqui é onde o Tracker conquista o gosto e, principalmente, bolso do consumidor, seja com motor 1.0 turbo ou 1.2 turbo. Os dois são igualmente econômicos e eficientes quando o assunto é consumo de combustível e emissão de gases queimados na atmosfera. Com preços tão altos de etanol e gasolina, todo mundo agradece (menos os donos de posto, claro).

Pela concepção praticamente idêntica dos propulsores, peso parecido, coeficiente de arrasto aerodinâmico contido (0,35) e calibração da transmissão em prol da economia, eles conseguem médias de consumo e alcance bem similares. Lembrando que os carros do teste tinham sistema Start&Stop, ou seja, conseguiam números ainda melhores no uso urbano.

Tracker Premier 1.0T Tracker Premier 1.2T
Consumo urbano (G/E) 13,2/10,3 km/l 12,9/10,1 km/l
Consumo rodoviário

(G/E)

19,4/13,7 km/l 19,0/13,4 km/l

Geral: Dirigibilidade, espaço interno, conforto e mais

 

Derivado da mesma plataforma modular do Onix e Onix Plus, o Tracker é um carro bem resolvido. Dono de uma boa posição de dirigir, ereta e de acesso fácil aos comandos, ele também se sai bem nos acertos de direção elétrica, freios (com o contra dos tambores traseiros ao invés de discos) e suspensão, McPherson na dianteira e eixo de torção na traseira, que prioriza a estabilidade da carroceria.

Por conta disso, ele pode ser mais desconfortável do que o esperado para os ocupantes, com pouca absorção das irregularidades do piso, mas compensa isso com bastante silêncio ao rodar. Da mesma forma, ele tem espaço interno para até cinco ocupantes graças aos 2,57 m de entre-eixos, boa altura e largura da carroceria, e, claro, um competente trabalho de engenharia na hora de posicionar os componentes internos. O porta-malas tem pouco menos de 400 litros, na média do segmento.

Além disso, devemos lembrar que essa é a versão mais cara do Tracker, a Premier, então aqui temos boa dose de tecnologia, segurança, acabamento interno, modernidades e mimos que o comprador de um carro dessa faixa de preço merece e procura. Os itens de série você confere no final da matéria.

Conclusão

O veredicto é simples: A diferença entre os carros é de menos de R$10 mil, e só o preço médio de um teto-solar panorâmico como aquele disponível no modelo 1.2 turbo é de R$8 mil. Os outros R$2 mil pagam muito bem todo o bônus do ganho em potência, torque e desempenho. Fica claro que o melhor negócio é levar pra casa um Tracker Premier 1.2 turbo, tudo baseado na boa e velha relação custo X benefício.

O 1.0 turbo? Um excelente conjunto mecânico, pra lá de competente pra esse SUV da Chevrolet. Mas, nesse caso, é melhor focar nas versões mais baratas como LTZ ou até LT, que custam menos e são igualmente completas. Na Premier, fique com o 1.2 turbo que não vai ter erro. E uma dica: Pegue o carro com o sistema Start&Stop, que custa a mesma coisa e consegue deixar o Tracker ainda mais econômico.

 

Itens de série

06 Airbags (duplo frontal, duplo laterais e duplo de cortina), Alarme Anti-furto, Alerta de Colisão Frontal, Alerta de Ponto Cego, Aviso sonoro do cinto de segurança dianteiro e traseiro, Brake Light, Cintos de segurança do motorista com ajuste de altura, Cintos de segurança dianteiros com pré-tensionadores, Cintos de segurança traseiros laterais e central de 3 pontos, Controle eletrônico de estabilidade e tração (ESC), Faróis dianteiros tipo projetor em LED com luz auxiliar para manobras, Frenagem automática de emergência em baixa velocidade, Ganchos de ancoragem para cadeiras de crianças no padrão ISOFIX e TOP TETHER, Indicador de distância do veículo da frente, Indicador de nível de vida de óleo, Luz de condução diurna / Luz de posição em LED, Regulagem de altura dos faróis, Sistema de freios com ABS, sistema de distribuição de frenagem (“EBD”) e assistência de frenagem de urgência (“PBA”), Sistema de imobilização do motor, Sistema de monitoramento de pressão dos pneus, Adesivo de coluna na cor preto, Friso cromado no contorno inferior do vidro das portas, Grade frontal com detalhes cromados, Lanterna em LED, Maçanetas externas na cor do veículo com detalhe cromado, Maçanetas internas cromadas, Parachoques pintados na cor do veículo com detalhes na cor prata, Rack de Teto na cor prata, Roda de alumínio aro 17″ com design exclusivo, Spoiler traseiro, Volante esportivo com revestimento premium, Acendimento automático dos faróis através de sensor crepuscular, Alça dianteira no teto, lado do passageiro, Alças traseiras no teto, Ar-condicionado digital, Assistente de partida em aclive, Câmera de ré, Carregador Wireless, Chave com sensor de aproximação, Cobertura do porta-malas, Coluna de direção com regulagem em altura e profundidade, Computador de bordo (Informações do Veículo, Viagem e Consumo), Console central com descansa-braço, Controlador de limite de velocidade, Controlador de velocidade de cruzeiro, Controles do rádio e telefone no volante, Descansa-braço traseiro com 2 porta-copos, Desembaçador elétrico do vidro traseiro, Direção Elétrica Progressiva, Easy Entry – Abertura das portas e alarme antifurto através de sensor de aproximação na chave, Easy Park – Sistema de Estacionamento Automático, Easy Start – Partida sem chave, Espelho retrovisor interno eletrocrômico, Espelhos retrovisores externos elétricos, com luz indicadora de direção integrada e na cor do veículo, Interruptor para inibir o airbag do lado do passageiro (com indicação visual), Limpador e lavador elétrico do vidro traseiro, Luz de cortesia no porta-luvas, Luz de cortesia no porta-malas, Luz de cortesia traseira, Luzes individuais de leitura para motorista e passageiro, Painel de instrumentos 3,5″ digital TFT colorido, Porta-malas com sistema de ajuste de espaço variável (piso), Porta-revista na parte traseira do encosto do banco do passageiro, Sensor de chuva com ajuste automático de intensidade, Sensor de estacionamento dianteiro, lateral e traseiro, Sistema de luz “leve-me” (acendimento automático de faróis e lanternas ao destravar as portas pelo controle remoto), Sistema de luz “siga-me” (faróis permanecem acesos por um período de tempo após travamento das portas), Sistema Stop/Start (desligamento e partida do motor automático em paradas do veículo), Sombreiras – motorista e passageiro com espelho, cobertura e iluminação, Tomada de força 12V no console central, Transmissão automática de seis velocidades com opção de troca manual (modo de seleção de marcha eletrônico ERS), Abertura remota da tampa de combustível, Trava elétrica das portas com acionamento na chave, Trava de segurança nas portas traseiras, Vidro elétrico nas portas dianteiras e traseiras com acionamento por “um toque”, antiesmagamento e fechamento/abertura automática pela chave, Bancos com revestimento premium nas cores Preto “Jet Black” e Azul “Captain Blue”, Banco do motorista com regulagem de altura, Banco traseiro bipartido e rebatível, Encosto de cabeça do banco traseiro para 3 passageiros com ajuste de altura, Encosto de cabeça dos bancos dianteiros com ajuste de altura, Antena de teto, Chevrolet MyLink com Tela LCD sensível ao toque de 8″, integração com smartphones através do Android Auto e Apple CarPlay, Rádio AM/FM, Função Audio Streaming, Bluetooth para até 2 celulares simultaneamente e Entrada USB, Conjunto de alto falantes – 6 unidades, Entrada USB dupla para o banco traseiro, Projeção da tela do smartphone sem o uso de cabo, Wi-Fi embarcado no veículo para até 7 dispositivos eletrônicos, Acabamento interno em Preto “Jet Black” e Azul “Captain Blue”, Teto-solar elétrico panorâmico (exclusivo da Premier 1.2 turbo)

Compartilhar:
Tem 20 anos, cursa Publicidade e Propaganda, é filho do jornalista Douglas Mendonça, e desde que se conhece por gente, convive com carros e está envolvido no mundo automobilístico. Aprendeu a ler nas revistas automotivas, cresceu frequentando oficinas, corridas, encontros e eventos com o pai, e daí veio sua maior paixão: os carros. Lucca se tornou o braço direito do pai após sua perda de visão em 2012, ajudando na produção de matérias, reportagens, avaliações e textos. No Carros & Garagem, é responsável pela cobertura de eventos de lançamento de novos veículos, e produz avaliações, fotos e comparativos de modelos.