(Avaliação) Chevrolet Onix Plus Midnight vale mais a pena que um Premier?

O Onix Plus (ou “Novo Prisma” para os mais entendidos) é um carro tão bem acertado quanto seu irmão hatch, e seus bons números de vendas são provas que valem mais do que qualquer argumento. Praticamente toda a linha desse sedan compacto premium é movida por um único conjunto mecânico, no caso o motor 1.0 Turbo de três cilindros e 12 válvulas com 116 cv e 16,3/16,8 mkgf de torque (gasolina/etanol), aliado a uma transmissão automática convencional de seis marchas. Não é nenhum campeão nos números de ficha técnica, mas agrada bastante pela agilidade ao comando do acelerador e um “turbolag” pequeno, o que faz dele um carro bem esperto tanto na cidade quanto na estrada.

Dentro da gama de versões desse Chevrolet, duas se destacam pelos preços bem próximos: Midnight, de R$93.150, e Premier, de R$94.290. Na realidade, a primeira está mais para uma série especial baseada justamente na segunda, o que deixa aquela clássica dúvida: Até onde uma versão especial vale a pena quando falamos de relação custo X benefício? Mas antes vamos ver um pouquinho mais sobre o Onix Plus…

Foto: Lucca Mendonça

Dirigibilidade e consumo

Fruto de um projeto moderno, esse Novo Onix, tanto na carroceria hatch quanto sedan, é um carro elogiável. A direção elétrica tem peso correto e é bastante precisa, enquanto os freios, mesmo não tendo os discos traseiros, são eficientes para a proposta do carro. Podemos falar ainda do bom acerto das suspensões, o que garante bastante maciez ao rodar sem prejudicar a estabilidade. No geral ele agrada muito, mas merece mais atenção em algumas coisas, como por exemplo no isolamento acústico (que é fraco e não muito eficiente), além dos bancos (pequenos e pouco ergonômicos, principalmente pra quem é “grandinho”).

A dirigibilidade agrada bastante, mas os bancos poderiam ser mais confortáveis e o isolamento acústico deixa a desejar (Foto: Lucca Mendonça)

Outra coisa que conquista é o baixo consumo de combustível, um belíssimo argumento de venda em tempos de gasolina a R$6 o litro em algumas partes do país. Com etanol, o computador de bordo registrou médias de 10,1 km/l no circuito urbano (ar-condicionado ligado e dois ocupantes a bordo), e até 13,6 km/l no circuito rodoviário (a cerca de 100 km/h). Já com gasolina, esses números aumentam pra 13,2 km/l na cidade e até 19,1 km/l na estrada. O tanque comporta só 44 litros, então é pequeno, mas dá conta do recado para o uso diário e viagens não muito longas.

Por dentro: espaço interno e porta-malas

Com painel recuado e bons 2,60 m de entre-eixos, sobra espaço para os ocupantes (Foto: Lucca Mendonça)

Apesar do tamanho compacto, ele esbanja espaço para os ocupantes. A distância entre-eixos é de 2,60 m, ou 5 cm a mais que o Onix Hatch (graças a uma plataforma modular), enquanto a largura da carroceria é de 1,74 m, permitindo com que ele carregue sem muito aperto até quatro adultos e uma criança no meio do banco traseiro. Na frente, o painel é recuado, então as pessoas mais altas não vão ter aquele desagradável problema das joelhadas na tampa do porta-luvas. Praticidades como o bom ângulo de abertura das portas (praticamente 90º) e assoalho quase plano também conquistam.

Como todo bom sedan, ele tem no porta-malas o maior diferencial, que nesse caso é de interessantes 476 litros. Fica longe dos 536 litros do Honda City ou 525 litros do Fiat Cronos, mas briga de igual pra igual com Hyundai HB20S, Toyota Yaris Sedan e Nissan Versa, por exemplo. O acabamento interno também é razoável para a categoria: usa e abusa do plástico duro, como é de se esperar, mas pelo menos a mistura de texturas agrada. Além disso, os encaixes das peças internas são bem feitos, o que deve reduzir os problemas com ruídos internos no futuro.

Com 476 litros, o porta-malas fica longe de ser o maior da categoria, mas é interessante para a proposta do carro (Foto: Lucca Mendonça)

Pelo mesmo preço, Midnight ou Premier?

O visual todo preto do Midnight remete a esportividade, e tenta conquistar um público consumidor mais jovem (Foto: Lucca Mendonça)

A bem da verdade é que os dois buscam públicos bem diferentes. O Midnight é uma versão “esportivada”, com visual atraente e mais apimentado, algo como um representante da série RS na carroceria sedan do Onix. Seus compradores são de uma faixa etária mais baixa (jovens), ou então buscam um produto diferenciado dos demais. Pra cativar essa galera, ele aposta em um visual “all black”, com direito a rodas de liga-leve pretas, faróis e lanternas escurecidos, vários detalhes em black piano e até os emblemas pintados de preto brilhante.

Foto: Lucca Mendonça

O interior é mais comum, com uma mescla de preto, prata cromado e bege das colunas e teto, praticamente idêntico ao das demais versões. Claro, como não poderia destoar, o carro é oferecido em uma única cor: Preto Ouro Negro metálico. Olhando de fora, ele faz jus ao nome (que significa meia-noite em inglês), mas por dentro nem tanto. Já o Premier é um Onix Plus topo de linha, com visual tradicional, frisos cromados, rodas prateadas e várias opções de cores, sem nada de esportivo ou diferente.

No Premier, o visual é mais sóbrio e estiloso, sem nada de diferente (Foto: Chevrolet/Divulgação)

Normalmente, essas versões especiais têm o seu apelo principal na lista de itens de série bem recheada, o que, aliado a um preço interessante, faz delas um ótimo negócio quando falamos de custo X benefício. Nesse quesito, o Midnight é um ponto fora da curva, já que, ao invés de ganhar, ele perde equipamentos quando comparado com o Premier: ficam de fora as portas USB para os passageiros traseiros, função de espelhamento do celular na central multimídia sem o uso de cabos, além do interessantíssimo Wi-Fi a bordo, com possibilidade de conexão de até 7 dispositivos simultaneamente e os 12 primeiros meses de internet sem mensalidade.

Seu único bônus é a forração em couro ecológico nos bancos, que substitui a mescla de couro/tecido da Premier. Difícil entender essa lógica, ainda mais quando pensamos que ela custa praticamente a mesma coisa que a versão original. Há quem diga ainda que o acabamento interno dessa Midnight é mais simples, perdendo algumas partes emborrachadas. Querendo ou não, seu único diferencial é o visual todo preto e nada mais.

Por dentro do Onix Plus Premier temos mais partes emborrachadas e possibilidade de duas cores, além dos equipamentos extras (Foto: Chevrolet/Divulgação)

No final, o lema é o seguinte: se você realmente quer um carro com cara de esportivo, que se destaque na multidão e faça bonito na hora de impressionar o vizinho, esse Onix Plus Midnight é a escolha perfeita. Caso contrário, vá de Premier e ainda ganhe alguns equipamentos, sem contar a possibilidade de escolher outra cor para o seu carro novo. Os R$1.000 de diferença? Lembre-se que eles mal pagam os 12 meses de internet a bordo gratuita do Premier, então o investimento adicional vale muito a pena…

Ficha técnica:

Concepção de motor: 999 cm³, flex, três cilindros, 12 válvulas (quatro por cilindro), turbo, injeção indireta de combustível, duplo comando de válvulas, variador de fase na admissão e escapamento, bloco e cabeçote fundidos em alumínio.
Transmissão: Câmbio automático com conversor de torque de 6 velocidades, sem possibilidade de trocas manuais.
Potência: 116 cv a 5.500 rpm (gasolina/etanol)
Torque: 16,3 mkgf/16,8 mkgf entre 2.000 e 4.500 rpm (gasolina/etanol)
Suspensão dianteira: Independente, McPherson, com barra estabilizadora
Suspensão Traseira: Eixo de torção com molas helicoidais
Direção: tipo pinhão e cremalheira, assistência elétrica progressiva
Freios: discos ventilados na dianteira, tambores na traseira
Pneus e rodas: Continental PowerContact 2, medidas 195/55. Rodas de liga-leve aro 16
Dimensões (comprimento/largura/altura/entre eixos): 4,47 m/1,74 m/1,47 m/2,60 m
Porta-malas: 476 litros
Tanque de combustível: 44 litros
Peso em ordem de marcha: 1.107 kg
Aceleração 0 a 100 km/h: 10,4 segundos/10,6 segundos (etanol/gasolina)
Velocidade máxima: 185 km/h

Equipamentos  de série:

SEGURANÇA: 06 Airbags (duplo frontal, duplo laterais e duplo de cortina), Acendimento automático dos faróis através de sensor crepuscular, Alarme Anti-furto, Aviso sonoro e visual do cinto de segurança para todos os passageiros, Brake Light, Cinto de segurança do motorista com ajuste de altura, Cintos de segurança traseiros laterais e central de 3 pontos, Controle eletrônico de estabilidade e tração, Faróis dianteiros tipo projetor com máscara negra, Indicador de nível de vida de óleo, Luz de condução diurna em LED, Luzes laterais indicadoras de direção, Regulagem de altura dos faróis, Sensor de estacionamento traseiro, Sistema de fixação de cadeiras para crianças (“Isofix e Top Tether”), Sistema de freios com ABS, sistema de distribuição de frenagem (“EBD”) e assistência de frenagem de urgência (“PBA”), Sistema de imobilização do motor.
ITENS DE APARÊNCIA: Espelhos retrovisores externos elétricos na cor do veículo, Grade frontal estilo colmeia com detalhes em preto “High Gloss”, Logomarca Chevrolet (Bow Tie) na cor preta, Maçanetas externas na cor do veículo, Maçanetas internas na cor prata, Parachoques pintados na cor do veículo, Roda de liga leve aro 16″ com design exclusivo na cor preto “High Gloss”, Volante esportivo com revestimento premium.
CONFORTO & CONVENIÊNCIA: Ar-condicionado, Assistente de partida em aclive, Câmera de ré, Chave com sensor de aproximação, Coluna de direção com regulagem em altura e profundidade, Computador de bordo, Console central com descansa-braço, Controlador de limite de velocidade, Controlador de velocidade de cruzeiro, Controles do radio e telefone no volante, Desembaçador elétrico do vidro traseiro, Direção Elétrica Progressiva, Easy Entry – Abertura das portas através de sensor de aproximação na chave, Easy Start – Partida sem chave, Interruptor para inibir o air bag do lado do passageiro (com indicação visual), Luz de cortesia no porta-malas, Luz de cortesia dianteira, Painel de instrumentos 3,5″ digital TFT, Sistema de luz “siga-me” (faróis permanecem acesos por um período de tempo após travamento das portas), Sistema de luz “leve-me” (acendimento automático de faróis e lanternas ao destravar as portas), Sombreiras – motorista com espelho e cobertura e passageiro com espelho, Tomada de força 12V no console central, Transmissão automática de seis velocidades com opção de troca manual (modo de seleção de marcha eletrônico ERS), Trava elétrica da tampa de combustível, Trava elétrica das portas com acionamento na chave, Vidro elétrico nas portas dianteiras e traseiras com acionamento por “um toque”, anti esmagamento e fechamento/abertura automática pela chave.
BANCOS: Banco do motorista com regulagem de altura, Banco traseiro bipartido e rebatível, Bancos dianteiros esportivos com encosto de cabeça integrado, Bancos com revestimento premium na cor Preto “Jet Black” exclusivo Premier Midnight, Encosto de cabeça do banco traseiro para 3 passageiros com ajuste de altura.
ENTRETENIMENTO: Chevrolet MyLink, com Tela LCD sensível ao toque de 8″, integração com smartphones através do Android Auto e Apple CarPlay, Radio AM/FM, Função Audio Streaming, Bluetooth para até 2 celulares simultaneamente e Entrada USB, Conjunto de alto falantes – 6 unidades (2 tweeters, 2 dianteiros e 2 traseiros).
ACABAMENTO INTERNO: Acabamento interno na cor Preto “Jet Black” com detalhes em preto “High Gloss”.
Compartilhar:
Tem 20 anos, atualmente cursa Publicidade e Propaganda na Universidade Paulista, é filho do jornalista Douglas Mendonça, e desde que se conhece por gente, convive com carros e está envolvido no mundo automobilístico. Aprendeu a ler nas revistas automotivas, cresceu frequentando oficinas, corridas, encontros e eventos com o pai, e daí veio sua maior paixão: os carros. Um gearhead legítimo, Lucca se tornou o braço direito do pai após sua perda de visão em 2012, ajudando na produção de matérias, reportagens, avaliações e textos sobre carros. No Carros & Garagem, é responsável pela cobertura de eventos de lançamento de novos veículos, e produz avaliações, fotos e comparativos de modelos. Os carros estão até nos seus hobbies: Possui um acervo com mais de 300 manuais do proprietário de veículos diversos, incluindo antigos e modernos, além de colecionar revistas, folders, catálogos, e vários outros materiais automotivos.